Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

"Carnaval"


Fazendo algumas leituras sobre o assunto carnaval, tive a ousadia de escrever pra você, querido leitor, sobre essa festa que sem dúvida mexe com o Brasil e deixa todos os outros países morrendo de inveja da nossa folia.

A maior festa popular do Brasil começou em finais do século XVIII, e era conhecido com o nome de “Entrudo” praticado em brincadeiras e folguedos entre famílias (alta sociedade) e populares (escravos e pobres).

Com a importação dos bailes parisienses, pela alta sociedade brasileira, tornaram a festa mais chique e popular com máscaras e fantasias tais como Pierrot, Arlequim e Colombina (bailes de máscaras). No final do séc XIX, vários foliões desfilavam nas ruas do Rio de Janeiro, em blocos, cordões e ranchos (entrudos populares). Em 1899, Chiquinha Gonzaga, compôs a 1º música especificamente para o Carnaval, “O Abre Alas” para o Cordão Rosas de Ouro (RJ).

Em meados do séc XX, surgiram as Escolas de Sambas nas comunidades cariocas. A cada ano (desde 1932), existe o Concurso entre elas, hoje conhecido mundialmente e televisado ao vivo para todo o país. Um verdadeiro espetáculo organizado em plena Marques de Sapucaí (desde 1983). Inicialmente o desfile acontecia na Praça Onze, na seqüência Avenida Presidente Vargas, Estádio de São Januário, Avenida Presidente Antônio Carlos, Rua Marquês de Sapucaí que depois passou a ser o Sambódromo, local oficial dos desfiles até os dias atuais.

Ainda em minhas pesquisas, achei uma lista de todas as campeãs do carnaval carioca e como todo curioso enumerei as maiores vencedoras:

Portela (21 títulos), Mangueira (17), Beija-Flor (10), Salgueiro (9), Império Serrano e Imperatriz Leopoldinense (8), Mocidade Ind. Padre Miguel (5), Vila Isabel (2) e Unidos da Tijuca, ARES Vizinha Faladeira, Unidos da Capela, Estácio de Sá e Unidos do Viradouro (1). A última campeã (2009) foi Salgueiro.

Não podemos esquecer do excelente desfile das tradicionais Escolas de Samba de São Paulo (a cada ano melhor), o axé da Bahia e todos seus trios elétricos, blocos e abadas. No Recife, o frevo ainda impera com o maior bloco de carnaval do mundo, “O Galo da Madrugada”, que atinge mais de 3 milhões de foliões nas ruas da capital pernambucana. Em Minas, o interior do Estado a festa é grande. São João Nepomuceno, Ouro Preto, Diamantina, São João Del Rey entre outras várias localidades recebem milhares de turistas para os seus deliciosos carnavais.

“A festa do povo, onde ricos e pobres, negros, brancos e amarelos se misturam e deixam de lado as diferenças. O dia 13 de fevereiro é sábado de carnaval e o maior espetáculo do mundo prepara-se para abrir suas cortinas mais uma vez...”
Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário