Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

domingo, 3 de janeiro de 2016

Canoagem em São João Nepomuceno



Daniel, Rónisson e Nilton são praticantes da canoagem em SJN

O Blog do Sabones disponibiliza esta matéria assinada por este jornalista e que foi um dos destaques do jornal Voz de S. João edição nº 5438 de 2 de janeiro de 2016. Buscamos informações como funciona este esporte na cidade e região, pois temos diversos rios que cortam nosso território e de vizinhas cidades que possibilitam a prática da canoagem. Por isso, o canoísta Rónisson Reis (37 anos) e que desde 2009 pratica o esporte cedeu uma entrevista para divulgar e falar da realidade da canoagem são-joanense.

 “A canoagem em São João Nepomuceno é um esporte pouco difundido e praticado, temos uma média de apenas oito canoístas na nossa cidade, desses apenas três praticam mais assiduamente que além de mim são meus parceiros Nilton da Megraf e Danyel Albertoni, os demais são mais esporádicos”.

O esporte é pouco difundido e praticado na cidade
Rónisson disse que por ano na região, quatro eventos de canoagem acontecem e lamenta, pois segundo ele é pouco. “Na nossa região temos poucos eventos de canoagem, um deles é uma corrida de canoas e caiaques realizados na Barra (povoado entre Araci e a Ponte Nova), organizada pelo policial reformado Calegaro em seu próprio rancho. Já participei três anos e ganhei os três em primeiro lugar, sou tricampeão dessa prova. E meu pai Roque Dutra dos Reis que compete na prova da canoa também é tricampeão” explicou.
Corrida de canoas entre povoado de Araci e Ponte Nova - São João Nepomuceno MG
 O canoísta explicou que os outros eventos não são competições e sim uma procissão aquática na cidade de Goianá que desce o Rio Novo no percurso de 11km no feriado de Nossa Senhora Aparecida. “Essa procissão reúne em média 100 canoas e algo em torno de 30 caiaques que acompanham a imagem da santa até o centro da cidade de Rio Novo. Esse ano foi a 17° edição dessa procissão”, comentou Rónisson.
Procissão aquática de Goianá a Rio Novo MG
Outros eventos são a Cavalgada aquática e canoagem que saem 16km acima da cidade de Guarani descendo pelo Rio Pomba até o centro daquela cidade e a Corrida do Toco da Bananeira em São João Nepomuceno no qual a equipe de canoagem dá o apoio técnico acompanhando os competidores do sítio da Dessan até o Clube Campestre Democráticos em 5km de percurso. “Após a chegada dos competidores, ainda descemos mais 17km pelo ribeirão até encontrarmos o Rio Novo e daí seguimos até a Ponte Nova”, disse o canoísta.
Cavalgada aquática e canoagem em Guarani MG
Questionamos o Rónisson sobre treinamentos e apoios (patrocinadores) para a prática do esporte. “Maior parte dos nossos treinos fazemos no Rio Novo que além de ser próximo da nossa localidade, ele também nos proporciona todos os níveis de dificuldades para navegar, desde remansos, cachoeiras e corredeiras. A canoagem é um esporte pouco difundido na nossa região e não contamos com nenhum tipo de ajuda ou patrocínio pra praticarmos. Fazemos tudo com recursos do nosso próprio bolso. 
Rónisson Reis
A cidade de Guarani tem uma equipe pequena de uns seis canoístas que acompanhamos em algumas aventuras, a Prefeitura de Guarani vem dando um apoio pra nossas equipes com transporte dos caiaques e alimentação quando remamos por aqueles lados, diferente de nossa Prefeitura que não nos apoia”, explicou.

Caso alguém tenha o interesse de aprender e praticar a canoagem pode procurar no Facebook “Ronisson Reis” ou o Nilton da Megraf no tel. 3261 1630.

Por Márcio Sabones

Fotos: Ronisson Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário