Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Equoterapia no Parque de Exposições de SJN

Os fisioterapeutas Rafael e Ana Cláudia acompanham a sessão de Gisele (Foto: Márcio Sabones)
São João Nepomuceno depois de alguns anos. O tratamento que já esteve nesta cidade há 10 anos, retornou após alguns anos, quando foi para a cidade de Juiz de Fora. “Quando desativou o tratamento aqui em São João, os pacientes daqui passaram a fazer as sessões em Juiz de Fora comigo. Estou muito feliz de ter retornado, pois facilitará para os são-joanenses que viajavam semanalmente para lá”, explicou a fisioterapeuta e orientadora da equoterapia, Ana Cláudia Lourenço Chaim.


A equoterapia é uma importante e comprovado método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, e que busca o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais, segundo a definição da Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE-Brasil).

Acompanhe o vídeo com a sessão de Bianca


Junto a profissional de Juiz de Fora, Ana Cláudia, outro fisioterapeuta, o são-joanense Rafael Moreira de Souza são responsáveis para cuidar, orientar, observar e acompanhar os atendidos do tratamento. A equoterapia em São João Nepomuceno acontecerá nas manhãs de quarta-feira (de 8h às 12h), no Parque de Exposições “Hercílio Ferreira”, e cada atendido tem uma sessão de 30 minutos. O retorno da atividade aconteceu graças ao convite e a parceria do Clube dos Cavaleiros de SJN, Sindicato Rural (estrutura e animais) e a Secretaria Municipal de Saúde (com sete bolsas – tratamentos).

Neblina no início da equoterapia
Existe um valor para o tratamento e em muitos casos, as crianças conseguem “padrinhos” que bancam suas sessões, ou patrocínios de empresas e indústrias. Ana Cláudia, que esteve em São João na primeira instalação da equoterapia e também atende em Juiz de Fora e Santos Dumont disse estar feliz com o retorno e esperançosa que outras pessoas possam fazer o tratamento. "Trabalho com este tratamento há 16 anos, e como é prazeroso ver a recuperação deles e a alegria que chegam aqui para fazer às aulas. Para os iniciantes, práticas de carinho com o animal, para que tanto o ser humano e o cavalo possam se conhecer e confiança um com o outro. No início, alguns ainda têm medo, mas com as técnicas que passamos para eles, é questão de tempo para relaxar", explicou Ana Cláudia que ainda disse que muitos de seus atendidos são apadrinhados por pessoas ou empresas. "O tratamento tem um valor, não é caro e pessoas podem ajudar, tenho muitos casos assim em outras cidades. É um tratamento que tem data para começar, não para parar. Enquanto tiver avanço dos atendidos, vamos trabalhar para melhorar cada vez mais".

O fisioterapeuta Rafael e também dono da égua Luna que participou da sessão da manhã disse que a equoterapia trouxe ganhos para diversas pessoas, pois é um exercício tridimensional, onde o corpo é movimentado com ritmo contínuo para várias angulações, ajudando e possibilitando o fortalecimento muscular e firmeza no corpo. 

Valdirene leva filho para equoterapia e
 faz testemunho emocionante
Exemplo disso, estava ao lado de nossa equipe que escutou o depoimento de dona Valdirene, mãe do pequeno João Vitor de 8 anos de idade. "Meu filho nasceu com uma paralisia, e segundo os médicos,  as chances dele ter movimentos e andar, eram mínimas, quase impossível. Ele era um bebê ainda e aquilo me deixou triste e arrasada. Mas veio a equoterapia e acreditei nela. Estou todas as semanas nas sessões com o meu filho, e ele adora. Aos poucos foi firmando o corpo, sentava, pegava objetos e até o dia, em que ele tinha 5 anos e 7 meses de idade, na escola, conseguiu ficar de pé e andar. Eu não tinha visto, pois eu não estava na escola e quando ele chegou em casa, Meu Deus! Ver o meu menino andando, sorrindo. Nunca esquecerei", emocionou a todos, o depoimento da mãe.

Os interessados em fazer a equoterapia podem entrar em contato com a fisioterapeuta Ana Cláudia pelo telefone (32) 9 8801 4808.

Por Márcio Sabones

Fotos: Márcio Sabones

VÍDEOS




GALERIA DE FOTOS




















































Nenhum comentário:

Postar um comentário