Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Artistas escolhem representantes em Conferência Municipal de Cultura

Música, Teatro, Artesanato, Artes Plástica, Literatura e Instituições são representados em evento(Foto: Márcio Sabones)
Artistas, grupos e associações de diversos segmentos de São João Nepomuceno foram convocados pela Prefeitura Municipal para a realização da Conferência Municipal de Cultura, no último domingo (25), em evento realizado no Museu Histórico Municipal, os artistas tiveram a oportunidade de levar reivindicações e escutar o prefeito municipal Ernandes José da Silva, a secretária municipal de Educação, Belkis Cavalheiro Furtado e o diretor da pasta de cultura, Ricardo Itaborahy Soares. 

Lucas, Fernanda e Ricardo
Para orientações e um bate papo com os convidados, a organização trouxe do Conselho Municipal de Cultura de Juiz de Fora, a presidente Fernanda Amaral que também é membro da FUNALFA e o músico Lucas Soares, professor e orientador do projeto de Tradição Popular e Congado Ingoma para explicar, orientar e compartilhar a experiência do funcionamento do conselho. 

Este grupo com nove anos de atividades fez a apresentação na abertura da Conferência com rara precisão e ritmo, sendo admirado por todos os presentes. O diretor da pasta Ricardo Itaborahy comentou sobre os principais objetivos do encontro:  

”Almejamos organizar e dar diretrizes a cultura são-joanense e para isso o objetivo a longo prazo serão traçados em cinco diretrizes necessárias e exigidas: A criação de um órgão gestor (diretoria, Fundação), temos hoje um problema de documentação da Fundação, mas estamos analisando como prosseguir, pois trata de uma instituição com mais de 20 anos; a criação de um Conselho Municipal de Cultura que estamos dando o ponta pé neste encontro, pois o mesmo  precisa ser reativado em São João Nepomuceno; a formatação de um plano decenal, e hoje vamos anotar as demandas dos artistas de cada segmento para delimitarmos os pontos fortes, fracos e ideias de curto e longo prazo para a formatação do Plano Plurianual (PPA) para os anos de 2018 até 2021; um sistema municipal de financiamento e apoio (leis de incentivo). Preciso explicar que já temos a lei de 2003 que foi promulgada em 2008, mas não colocada em prática; e realizar a Conferência a cada dois anos, e esta é apenas a segunda que aconteceu até hoje, sendo a primeira em 2010. Para isso, daremos início a uma mudança de um modelo ao outro. Ao invés dos produtores culturais ficarem como pedintes, eles passarão a montar projetos a serem aprovados pela comissão”, explicou. 

Apresentação do grupo de Congado (Foto: Márcio Sabones)
Os convidados Lucas Soares e Fernanda Amaral disseram que em São João Nepomuceno aconteceu uma rara situação, no qual a Prefeitura chamou os artistas para conversar. “Normalmente isso acontece perante pressão e mobilizações de grupos culturais e assim, as Prefeituras cedem um espaço de tempo para conversar, mesmo contrariadas. Aqui, vocês estão na frente de todos neste sentido. Raramente vejo um prefeito conversando com a classe em uma conferência, que é o principal instrumento de participação dos artistas, isso é legítimo” comemoraram os convidados. 

Entre os assuntos pautados para o encontro que teria o objetivo de formar um Conselho, a formação inicial de representantes de cada área de atuação cultural. Desta forma os nomes escolhidos pelos participantes foram: dois representantes das Instituições e/ou Associações: AMI (Associação Música no Interior) pelo maestro João Paulo Fazza e o “Cultura Já” pelo ator Carlos Roberto de Paula Domingues; um representante dos músicos: Danilo Cunha (banda Big Monster Blues Band); um representante do teatro: Wolney Fabiano Costa Morais (Cia Novos Horizontes); um representante dos escritores: José Carlos Barroso; um representante dos artistas plásticos: Roberto Fam; um representante dos artesãos: Silvia Helena Moreira (ARTECA). 

Representantes culturais escolhidos no encontro (Foto: Márcio Sabones)
Em breve, depois de escolhidos os representantes e a criação de uma comissão, daí a formação do Conselho. As representações da dança e escolas de samba não foram escolhidas, pois não tiveram representantes de tais áreas na Conferência. Desta forma, Ricardo Itaborahy explicou que estará em contato com as áreas ausentes e também agendará reuniões com cada área de forma separada para delimitar temas e ações. O encontro ainda teve a apresentação do grupo de Tradição Popular do Congado Ingoma de Juiz de Fora, com uma rica performance musical com tambores, chocalhos e violão, tendo a frente do projeto, o convidado Lucas Soares.

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INGOMA DE JUIZ DE FORA (CONGADO)


Por Márcio Sabones
Fotos: Márcio Sabones







Nenhum comentário:

Postar um comentário