Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Soltando o verbo - Estupro

Ao assistir a reportagem de um estupro no Jornal da Alterosa 2º edição de segunda feira (26), não consegui entender a brutalidade da violência sexual. Qualquer tipo de estupro é agressivo, sem dúvida, mas a história apresentada deixou-me chocado.



Crianças e mulheres são vítimas diariamente de tal brutalidade. Mas a matéria falava de um estupro numa pessoa que tem doença mental. Não bastasse os limites que a natureza colocou a ela para sobreviver e ainda um bandido completa com essa maldade.

“- Que tipo de ser humano seria capaz de cometer tal crime?” Se é que posso chamá-lo de humano. Então chamarei de animal. Também não posso! Noé não encheria sua arca para salvar do dilúvio, animais que fariam isso com os outros. Então peço minhas humildes desculpas aos bichinhos de toda a natureza.

Estou falando de um monstro, isso sim posso falar, pois esses seres são odiados e temidos por suas maldades e aberrações. Ele entra para o time dos vampiros, mula sem cabeça e bruxas.

Ele vai para a cadeia, com certeza. Lá pagará o que fez, mas tem um probleminha. Ele tem o direito de ser protegido pelos direitos humanos. Humanos? Ele é humano? Não seria um monstro? Pois é, eles disfarçam muito bem, tem o feitiço de parecer com pessoas e corremos o risco de tê-los soltos em breve.

Socorro! Preciso de um Van Hells

Nenhum comentário:

Postar um comentário