Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

segunda-feira, 4 de abril de 2016

“O Palhaço da Vida” é apresentado por Robertinho Domingues

Ator são-joanense interpreta peça de José Luiz de Carvalho Nunes
O ator são-joanense Robertinho Domingues apresentou uma releitura do texto de José Luiz de Carvalho Nunes, “o Palhaço da Vida” no Centro Cultural “Gabriel Procópio Loures”, na noite do último sábado (26), em duas sessões.

A peça retrata a história de um ator fictício, Roberto de Almeida, aposentado, solitário e no anonimato amarga a saudade dos tempos de ouro de sua carreira que foi abalada por um grande amor, Dulce. As lembranças dos papéis do ator no cinema, teatro e televisão e momentos da paixão se confundem no desenrolar da história que prende a atenção da plateia por cerca de uma hora de espetáculo.

Elenco da peça
A montagem contou com o protagonista Robertinho Domingues, as participações de Joseane Faria como Dulce e o músico Luke Matos com sonoplastia ao vivo. Luke é aluno de Robertinho no projeto “Ação Jovem”. Na direção, Fabrício Henrique do Grupo Kiprokó de Belo Horizonte. O espetáculo já foi premiado no “Nepopó Festivao” como melhor monólogo em 2010 e participou do festival Internacional de Curitiba no mesmo ano, além de apresentações em diversas localidades como a Universidade Federal de Viçosa (UFV) entre outros.

Em conversa com o ator Robertinho, a informação que a ideia de fazer a peça na cidade foi a retomada de um trabalho do passado. As duas apresentações somente aconteceram em São João Nepomuceno somente nesse fim de semana e pretende levá-lo às cidades da região e também ao Rio de Janeiro. “A gente tem que voltar a fazer espetáculos aqui na cidade, que seja numa trajetória de 15 em 15 dias; e vou tentar fazer uma mediação teatral também nos colégios, levar cultura e teatro pra dentro da sala de aula. Os artistas devem se unir e propagadores disso, nós temos que prestigiar o trabalho do outro, isso é importante”, comentou o ator.

Sobre o público presente na apresentação, Robertinho disse que gostou de ver a plateia que foi até lá. “Não foi um público gigantesco pela falta de se ter atividades relacionadas ao teatro com mais frequência na cidade, mas foi um público que estava interessado de ver a peça. A minha intenção é de sempre ter uma agenda teatral como opção para as pessoas (semanal, quinzenal ou mensal). Seria interessante nesse caso com grupos diferentes, aí não teria problema e nem seria massante”.

Sobre o autor

O autor da peça, José Luiz de Carvalho Nunes é natural de Santana de Cataguases, mas viveu na cidade Garbosa de 1971 até sua morte em 1996. Zé Luis foi um dos precursores de nosso teatro, radialista e comerciante, sendo proprietário da Pastelaria Jóia de 1973 até 1977. Fundador do GRUTA (Grupo de Teatrao Amador) em sua primeira formação em 1977 que tornou em GATA(Grupo Arte de Teatro Amador) em 1986 revelando artistas como Álvaro Barcellos (Cabral), hoje ator profissional da Cia Cênica Náu de Ícaro em São Paulo (SP). Casou-se com a são-joanense e professora Sueli Marchiori Nunes no qual tiveram dois filhos, Júlio César e Marcus.

Zé Luiz foi o primeiro nome a ser homenageado pelo Festival Nacional de Teatro de São João Nepomuceno (Nepopó Festivao) no ano de 2006, infelizmente dez anos depois de sua morte. O texto “o Palhaço da Vida” também foi interpretado pelo autor e seus pupilos Márcio Pena e Álvaro Barcellos. Este, um ano depois de sua morte no pátio da cantina da E.M.”Cel José Brás” no qual recebeu os aplausos da plateia e a emoção da família de Zé Luiz. Da mesma forma, Robertinho Domingues trouxe através de seu talento uma excelente apresentação, digna do autor e dos artistas que já representaram tão belo texto.

Por Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no jornal Voz de S. João,
edição nº 5451 de 2 de abril de 2016)

Fotos: Fabrício Henrique

Nenhum comentário:

Postar um comentário