Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quarta-feira, 18 de maio de 2016

SJN e Nepomuk na Rep. Tcheca são “cidades irmãs”

São João Nepomuceno MG (Brasil) e Nepomuk (República Tcheca)/Fotos: Márcio Sabones e internet
Cidade mineira do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas tem irmanação internacional

O Tratado de Irmanação entre as cidades de São João Nepomuceno e Nepomuk (terra do santo padroeiro), assinado no dia 16 de maio, na Câmara Municipal, pelo embaixador da República Tcheca no Brasil, Jiri Havlik e o prefeito municipal Célio Ferraz, oficializou a relação de irmandade entre os dois municípios, depois de 13 anos para a sua formalização.


Embaixador Jiri havlik, Prefeito Célio Ferraz e vereadores (Foto: Fernando Motta)
O início dessa história é em setembro de 2003, através da Lei nº 238/2003 de autoria do então vereador na época, Ricardo Itaborahy Soares e aprovada e sancionada em 15 de novembro daquele ano, pelo prefeito Célio Filgueiras Ferraz.Na ocasião, foi solicitado que a pesquisadora Maria do Carmo Sobreira, junto ao
Maria do Carmo Sobreira e autor da lei, Ricardo Itaborahy
(Foto: Márcio Sabones)
Consulado Theco no Rio de Janeiro, desse andamento ao pedido.

O Consulado foi fechado e por vários outros motivos, a pesquisadora ficou parada durante dois anos  para tratamento de saúde, e não deu prosseguimento. No ano de 2015, com a visita do Consul a São João Nepomuceno, Maria do Carmo solicitou ao vereador Francisco Baptista de Oliveira, então Presidente da Câmara, que formalizasse a solicitação.

Desde então, começou o contato com Lucie Lachoutova, Consul Geral, com o intuito de acompanhar o pedido. A Consul afirmou que o prefeito de Nepomuk, Jiri Svec, tinha oficializado a reciprocidade, e a resposta também foi enviada   para o pesquisador são-joanense,Luis Antônio Fajardo Pontes, que se prontificou a responder a Consul Pavla Havrlikova, para que a cerimônia de entrega do titulo fosse dia 16 de maio de 2016.

Diante dos fatos apresentados, a cerimônia solene para a assinatura de irmanação entre as duas cidades aconteceu com a presença de todos os vereadores da casa de leis, a embaixatriz Hana Havlikova, o padre Anderson Januário, os pesquisadores Luis Antônio Fajardo Pontes, Maria do Carmo Sobreira, o vice-presidente do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas e jornalista, Márcio Sabones, imprensa, a coordenação da Defesa Civil e a população que em pouco mais de 40 minutos presenciaram um momento importante da história desses dois povos.

No centro, o presidente da Câmara, o vereador Antônio Braz Coelho,
a esquerda o prefeito Célio Ferraz e a direita o embaixador, Jiri Havlik (Foto: Fernando Motta)
O presidente da mesa diretora da Câmara Municipal, Antônio Braz Coelho abriu a sessão cumprimentando todos os presentes e parabenizando o tratado.  Em seguida, a pesquisadora Maria do Carmo Sobreira, que desde o ano de 2003, busca a realização deste tratado, contou em breves palavras, como procederam todos os momentos, até a assinatura daquela noite.  

Luís Antônio Fajardo Pontes
O pesquisador Luis Antônio Fajardo Pontes também fez uso da bancada para falar sobre o acontecimento. “É muito importante ter a continuação deste tratado, não apenas assiná-lo. Aproveito para passar aos políticos, aqui presentes, que é necessário que eles pensem além de seus cargos, voltados ao município, ao futuro, ao planejamento”, e ainda completou com uma informação. “Quando estive em Nepomuk conversei com muitos cidadãos de lá, e tem o interesse do prefeito, do vigário e alguns empresários tchecos em vir à São João Nepomuceno no ano que vem. Podemos aproveitar, pois este intercâmbio pode ser lucrativo para gente”.

Na oportunidade, Luis Antônio chamou o embaixador Jiri Havlik à bancada para juntos executar a leitura do texto do tratado em dois idiomas, o pesquisador em português e o embaixador em tcheco. O prefeito Célio Ferraz disse da alegria de ter assinado em 2003, a lei que permitia isso acontecer. “Tenho a certeza que podemos trocar conhecimentos e cultura com o povo europeu. Parabéns aos pesquisadores aqui presentes e a todos que contribuíram que isso fosse possível”, comentou o prefeito.

Assinatura das autoridades (Foto: Fernando Motta)
O embaixador que representou o prefeito da cidade de Nepomuk agradeceu a estadia, a hospitalidade e disse ter ficado satisfeito com a cidade. “Estive na noite de ontem no museu, a peça teatral, e assisti o desfile das crianças das escolas. Tudo com um calor humano e alegria incrível. Tenho a certeza que meus conterrâneos vão adorar conhecer a cidade de vocês, e espero que tudo dê certo nos intercâmbios culturais, econômicos que podem acontecer no futuro. De meu conhecimento, é a primeira vez que uma cidade tcheca é irmã de uma brasileira”. Em seguida, uma missa solene aconteceu na Igreja Matriz com as presenças das autoridades em comemoração a data do santo padroeiro, que uniu os povos, e também ao pedido de paz.

Procissão ao santo padroeiro, São João Nepomuceno (Foto: Márcio Sabones)
Missa solene na Igreja Matriz (Foto: Márcio Sabones)
Depois da missa, uma placa foi inaugurada na Praça da Bandeira (Matriz) simbolizando e cravando em uma estrutura de cimento, o tratado de irmanação entre Nepomuk e São João Nepomuceno. O embaixador da República Tcheca no Brasil, Jiri Havlik, o prefeito Célio Ferraz e o presidente da mesa diretora da Câmara Municipal, o vereador Antônio Braz Coelho apresentaram a placa para a população.

Placa na Praça da Bandeira - Matriz (Foto: Márcio Sabones)

Documentário - Cidades irmãs - São João Nepomuceno e Nepomuk


O Blog do Sabones acompanhou os eventos citados acima, e este jornalista na função de sua profissão e representante do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas como vice-presidente, na certeza de que não somente a cidade de São joão Nepomuceno e sim toda a nossa região, inclusive as nove cidades do CTCVM (SJN, Rio Novo, Bicas, Goianá, Piau, Coronel Pacheco, Mar de Espanha, Pequeri e Guarani), possam usufruir do prestígio internacional com intercâmbios culturais, políticos e econômicos.

Para isso, é preciso saber aproveitar as oportunidades, está preparado ou se preparando para futuras visitas estrangeiras e até mesmo se organizar para embarques a terra irmã. Confesso que a vontade de conhecer Nepomuk passou a ser uma meta para os próximos anos.  

Por Márcio Sabones

Fotos: Márcio Sabones

Nenhum comentário:

Postar um comentário