Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

domingo, 10 de julho de 2016

Ederlini leva Rochedo de Minas ao topo do Jiu-Jitsu brasileiro

Ederlini Silva de Mendonça, de 31 anos, natural de Rochedo de Minas conquistou o título de campeão brasileiro de Jiu-Jitsu, na categoria Máster 1 - Marrom - Pesado, da primeira etapa da CBJJD (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Desportivo), realizada no Clube Municipal da Tijuca, Rio de Janeiro, no último sábado (02). Na competição foram inscritas 79 equipes e mais de 1000 participantes divididos em várias categorias (desde o pré-mirim com 4 ou 5 anos até os veteranos, acima dos 60 anos de idade). 
Os finalistas da categoria. Paulo André (branco) e Ederlini (azul) - Foto: arquivo pessoal

Ederlini é atleta da Academia Brazilian Top Team de Juiz de Fora e foi campeão numa emocionante final contra Paulo André Barbosa Ferreira, da equipe "Irmãos Silva JJ" do Rio de Janeiro, . O rochedense perdia por pontos até os segundos finais, mas conseguiu encaixar uma finalização no oponente carioca e vencer a luta.

Em entrevista para nossa equipe, Ederlini disse de sua preparação para os torneios. "Treino Jiu-Jitsu três vezes por semana, e faço musculação direcionada para a competição, cinco vezes semanais. A Confederação têm etapas, como ganhei essa primeira, estou em primeiro lugar do ranking. Terão outras duas, eu conseguindo ser campeão das próximas, torno campeão do Ranking e ganho um troféu e diploma de campeão do Ranking 2016, e ainda uns prêmios dos patrocinadores do campeonato", disse o atleta que ainda comemorou o resultado. "Foi ótimo participar, pois já treino por muito tempo, e esse ano tem sido especial. Estou competindo como nunca tinha feito antes, conseguindo resultados positivos. O mais legal é poder fazer esse esporte, que gosto tanto".

Ederlini com o filho Bernardo e a esposa Alexandra (Foto: arquivo família)
Ederlini mora em Rochedo de Minas com a mulher Alexandra, o filho Bernardo de 5 anos e faz parte da equipe juiz-forana e por lá, também faz seus treinamentos. Ele viaja para treinar e retorna para sua cidade, pois é empresário de uma confecção e tem marca própria de quimonos (vestes usadas por lutadores durante lutas de karatê, jiu-jitsu, judô e muay-tay) e de artigos de luta. A esposa do atleta, é são-joanense, tem 30 anos e foi destaque em outro esporte, o karatê, entre os anos de 2002 e 2010, quando foi vice-campeã brasileira, pentacampeã mineira e campeã carioca, na época, da equipe do sensei Josué Rocha. 

No momento, Alexandra não está participando de campeonatos ou torneios, pois também está estudando. Perguntamos ao Ederlini sobre o filho e qual esporte pratica. A resposta não poderia ser outra. "O Bernardo pratica a capoeira, karatê e também brinca comigo de Jiu-Jitsu, daí ficam todos satisfeitos e ninguém briga; aliás, lá em casa não pode, senão a coisa fica feia (risos)...", explicou o campeão brasileiro. 

Por Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no jornal Voz de S. João, 
edição nº 5465 de 9 de julho de 2016)

Nenhum comentário:

Postar um comentário