Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

São-joanense vence o Ibitipoca Off Road

Na foto: o juiz-forano Bruno Pereira e o são-joanense Ricardo Barbosa comemorando o triunfo (Foto: Ricardo Barbosa)
No último final de semana, o são-joanense Ricardo Furtado Barbosa de 36 anos de idade sagrou-se campeão da categoria profissional Turismo (4x4) do 27º IbitipocaOff Road, sendo navegador com o piloto juiz-forano Bruno Pereira, depois de atingirem a maior pontuação das seis etapas da competição. No total, a dupla venceu duas etapas, ficou em vice em outras duas e chegou por uma vez em terceiro e quarto lugar.


Troller de Ricardo e Bruno no IOR (Foto: ricardo Barbosa)
O evento teve largada no primeiro dia, na Faculdade Suprema em Juiz de Fora com destino ao Parque Estadual do Ibtipoca, distrito da cidade de Lima Duarte e no segundo dia fez o caminho inverso. A competição é organizada pelo Ibitipoca Off Road e o JCJF (Jeep Club Juiz de Fora) e teve bateu recorde de participantes com 560 inscritos entre pilotos de motos, carros e navegadores. A supervisão é da FMA (Federação Mineira de Automobilismo), dividido nas categorias: motos (4 etapas) e veículos (6 etapas). 

Nos veículos são: Graduados (4x4), Turismo (4x4), Turismo Light (4x4) e Turismo Light (4x2); e nas motos outras diversas. Nas categorias de carros, duas delas são consideradas profissionais, a Graduados e Turismo (4x4), e para participar são exigidos documentos de licença para pilotos e navegadores, como é o caso de Ricardo que comenta sobre sua trajetória no Off Road. “Comecei a competir no Ibitipoca Off por se tratar de uma prova offroad, sendo que 90% da prova é feita em estradas rurais, pastos, plantios de eucaliptos, reflorestamentos, pedras, riachos, com percursos de aproximadamente 400 km.Uma outra dificuldade é auxiliar o piloto sobre o tempo exato de prova e a velocidade ideal daquele trecho. e sem contar que por ser uma prova de nível nacional, ela fica muito competitiva tirando como base o pódio que foi formado por competidores de BH, Resende-RJ e também por Juiz de Fora”.

Pódio com os vencedores da categoria profissional Turismo 4x4 (Foto: Ricardo Barbosa)
Road em 2007, depois fui vice-campeão em 2009 e campeão em 2010. Também fui campeão da 5ª Copa Juiz de Fora de Rally em 2011, e em 2012 alguns pódios como a 3ª etapa da 6ª Copa Juiz de Fora de Rally.Desde 2014 corro com o piloto Bruno Pereira de Juiz de Fora e fomos campeões do rally da Meia Noite em Volta Redonda (noturno), e em 2015 campeão da etapa de Lavras Novas. Em 2016, o Ibitipoca Off Road.Sem desmerecer as outras provas, vencer um Ibitipoca é como vencer um Grand Slan, um Roland Garros do Rally, é uma prova muito especial e disputada”, comemorou Ricardo e ainda disse sobre a preparação e as dificuldades de um rally. “A preparação para um rally de carro é complicada pela dificuldade de estrada e terreno específico, fora o levantamento dos trechos com medição precisa de distância. Assim a nossa preparação é feita através da participação em outras provas e outros campeonatos. Uma das dificuldades é acertar as referências do trajeto e mostrar com precisão para o piloto; por se tratar de uma prova offroad, sendo que 90% da prova é feita em estradas rurais, pastos, plantios de eucaliptos, reflorestamentos, pedras, riachos, com percursos de aproximadamente 400km.Uma outra dificuldade é auxiliar o piloto sobre o tempo exato de prova e a velocidade ideal daquele trecho. e sem contar que por ser uma prova de nível nacional, ela fica muito competitiva tirando como base o pódio que foi formado por competidores de BH, Resende-RJ e também por Juiz de Fora”.


Ricardo é casado com Sumaia de Mendonça Oliveira Furtado e filho do casal Lúcio Ricardo Furtado Barbosa e Ivany Knupp da Silva Barbosa, irmão de Guilherme (hoje mora em Poços de Caldas) e de Flávia. Além dele, outros são-joanenses participaram do 27º Ibitipoca Off Road 2016. Na categoria veículos (Turismo Light): Márcio Ferraz e Eduardo Salvarani ficaram na 11º colocação e Léo (PM) e Maila em 16º. E nas motos, Arthur Louzada (Master), Paulo Roberto Costa Zoropa, Reginaldo Quina (Over 45) e os irmãos Alisson e Alan Gruppi Lanini (Novato) e Silvério Alves da Silva (Júnior) não conseguiram pódios.

Ricardo também disputa outras competições na dupla com Bruno. “Além do IOR, nós participamos de campeonatos como a Copa Juiz de Fora de Rally, Mineiro Off Road e do Carioca Off Road que são campeonatos disputados em várias provas durante o ano, em cidades do estado de Minas Gerais como Juiz de Fora, Matias Barbosa, Belo Horizonte, Lavras Novas, Muriaé e outras; e no estado do Rio de Janeiro como Volta Redonda, Barra do Piraí, Três Rios, Resende e Búzios, e também de provas individuais como o Caminho Novo Off Road disputada em JF e Tocantins”, explicou Ricardo.

Por Márcio Sabones
(matéria assinada por este jornalista no Jornal Voz de S. João,
edição nº 5470 de 13 a 19 de agosto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário