Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Pastoral da Criança comemora Natal em SJN

Presentes, cultura, alimentação e encontro com a família no último evento de 2016 (Foto: Márcio Sabones)
Os diversos voluntários da Pastoral da Criança em São João Nepomuceno, junto às paróquias da cidade estão promovendo por anos o projeto que tem como um dos objetivos, o de acompanhar, orientar e encaminhar famílias sobre a nutrição infantil, na faixa das idades de 0 a 6 anos.

Zilda Arns
A ideologia desta importante ferramenta de colaboração veio da catarinense, Dra. Zilda Arns Neumann que 1983 fundou em Florianópolis (SC), juntamente com Dom Geraldo Majella Agnelo a Pastoral da Criança. “Desde o início, a preocupação não era só de reduzir a mortalidade infantil e a desnutrição, mas também de promover a paz nas famílias e comunidades, pelas atitudes de solidariedade e a partilha do saber a todas as famílias”, era o conceito adotado pela Dra. Zilda sobre a pastoral. Infelizmente, numa tragédia do terremoto no Haiti, a doutora perdeu a vida, em janeiro de 2010.



A equipe da Voz de S. João acompanhou no dia 17, o encontro e confraternização de Natal da Pastoral da Criança em São João Nepomuceno, na Igreja Dom Bosco, bairro Três Marias e na Creche Casulo, no bairro São Cristovão. 

Os encontros acontecem em todos os últimos sábados de cada mês, este por exceção, devido os dois últimos fins de semana do corrente, por causa das festas natalinas e reveillon. Iniciamos as visitas na Igreja Dom Bosco, e chegando por lá, dezenas de crianças estavam almoçando uma deliciosa sopa de legumes com carne. Ao todo, 40 litros da sopa foram distribuídos às crianças e aos pais, além de irmãos mais velhos. 
Sopas de legumes e carnes para as crianças (Foto: Márcio Sabones)
A professora de arte e literatura, Silvia Helena levou um trabalho de montagem de árvore de natal com papel e foi um sucesso, assim como as brincadeiras de roda, as orações, cantos e a chegada do Papai Noel que distribuiu presentes para todas as crianças. O padre Nei Ângelo, da Paróquia Sagrada Família estava no local e conversou com nossa equipe. “É um trabalho de acompanhamento. A nutrição, por exemplo, o que mais preocupa hoje em dia, não seria a desnutrição, temos poucos e raros casos disso aqui na cidade, mas sim a obesidade, talvez pela forma incorreta de alimentar os filhos com refrigerante, biscoitos, etc. Todos são bem vindos, independente de suas religiões, nós vamos atender os que precisam, e que tenham os filhos pequenos”, explicou o padre.

Padre Nei conversou com as crianças (Foto: Márcio Sabones)
Sobre a questão da religiosidade também testemunhamos a participação do coral da Igreja Evangélica “Restaurando Vidas no Amor de Deus” na creche Casulo, bairro São Cristovão, em nossa segunda parada. Louvor, oração, brincadeiras, alimentação com sopa de legumes e carnes (cerca de 30 litros), distribuição de gelatinas, pinturas no rosto e pesagem das crianças atendidas, além é claro da visita do bom velhinho e distribuição de presentes para dezenas de meninos e meninas. Ação esta que, conforme dizia Zilda Arns conforta os corações dos mais simples junto a um gesto de amor, carinho, solidariedade e cuidado com o próximo. A união da família, da base da vida na celebração do nascimento do menino Jesus e na bondade de distribuir sonhos, felicidades e uma nova esperança. A Pastoral da Criança deve em breve, reativar outra base na cidade, na Igreja da Santa Rita.

Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no Jornal Voz de S. João,
edição nº 5489 de 24 a 30 de dezembro de 2016)

Fotos: Márcio Sabones

GALERIA DE FOTOS - IGREJA DOM BOSCO







































GALERIA DE FOTOS - CRECHE SÃO CRISTOVÃO






































2 comentários:

  1. Quero parabenizar a todos que estão com o passar dos anos nesse grande projeto: Pastoral da Criança, é um lindo trabalho que visa acima de tudo o amor a todos os pequeninos!!!
    E parabenizar também ao jornalista Márcio Sabones, que valoriza todos os eventos que ocorre na cidade Garbosa!! Ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Lucas. O trabalho da Pastoral é de tirar o chapéu.

    ResponderExcluir