Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

“A chegada na Prefeitura”: Secretaria de Desenvolvimento Urbano

Como a nova gestão encontrou o setor e como está funcionando. Entrevista com o atual secretário que explicou os próximos passos da pasta (Foto: Defesa Civil)
Abrindo a série de “A chegada na Prefeitura”, a nossa equipe esteve na sala do secretário municipal de Obras (Desenvolvimento Urbano), Dr. Milton Salgado Filho nessa semana, quando a nova gestão municipal assumiu a Administração, para esclarecimentos e informações sobre como encontrou o setor e quais as próximas ações para o novo mandato.

 A primeira informação esta prevista para a mudança do nome da Secretaria, antes de Obras e Serviços Públicos para Desenvolvimento Urbano. O secretário explicou que ainda aguarda a aprovação da Câmara Municipal para a legalização de estar agregando Obras, Meio Ambiente (desvinculando esta da SAMATUR – que completava a pasta com Agricultura e Turismo), Transportes (na responsabilidade de manutenção e controle da frota) e os Serviços Públicos. Além disso, o secretário ainda estará desempenhando o cargo de coordenador da Defesa Civil e contará com a chefia de três funcionários: Marco Antônio Barbosa dos Santos, o “Major”, (ex- coordenador no governo Célio Ferraz); Luciano Vital (ex-coordenador no governo Dra. Edmea) e Flávio Fontenelle, estreante no cargo.

“Estarei na frente da Defesa Civil com a colaboração dos três chefes e a disposição os funcionários da secretaria, claro que com treinamentos e orientações deles. Teremos uma distribuição de trabalho, plantões e urgências, sem sobrecarregá-los”, explicou Dr. Milton. A ação da Defesa Civil já foi necessária essa semana para conter um incêndio criminoso no aterro de lixo, que teve o auge das chamas no início da semana, emitindo uma fumaça tóxica que tomou a cidade. “Segundo me informaram, o fogo foi colocado dias antes e pegando por debaixo do grande volume de lixo que foi deixado no local a céu aberto, pois quando a Administração passada decretou o estado de calamidade, em outubro, as máquinas e caminhões que faziam o aterro dos dejetos pararam o serviço. Era muito lixo no local, mas de imediato levamos as máquinas e começamos a aterrar, e assim apagar as chamas e acabar com a fumaça”, contou o secretário que ainda disse das prioridades. “Estamos na fase que chamamos de “Agenda 100”, ou seja, os 100 primeiros dias da gestão para avaliar e fazer intervenções onde a cidade precisa como capinas, podas, tapa buracos e limpezas. De momento, o que posso chamar de 1ª etapa temos homens no trabalho de capinas, podas e limpezas nos trevos da Av. Israel Pinheiro e no bairro Bosque dos Eucaliptos. No trevo do José Maria Fam, a entrada nova da cidade, uma operação “tapa buracos” na Av. Carlos Pelegrine Rocha. Os serviços estão avançando para o centro da cidade, e depois vamos aos bairros. Também estamos com dois funcionários no serviço de desentupir os bueiros do centro. Nessa etapa, nos três primeiros meses vamos limpar a cidade, recolher entulhos por conta da Prefeitura e fazer intervenções onde precisamos, como arrumar meio fio, calçamento, etc. Já na 2ª fase, em abril, vamos implantar o sistema de “caçambas” para coleta de entulhos, este com a cobrança. No nosso planejamento, a cidade estará limpa e daí pra frente mantê-la desta forma, como também retomar os serviços de obras e continuidade dos pedidos de convênios. O fato é que temos poucos materiais, a frota com carros em situação ruim, e tivemos apenas 97 litros de óleo diesel. Estaremos em breve, claro que dependendo das condições financeiras, buscando contratos com funcionários. No momento, apenas os efetivos estão no trabalho e voltados para o mutirão da limpeza, tem até pedreiros nessa colaboração. Mas posso dizer que muitas pessoas podem retornar, principalmente aqueles que sempre mostraram bons desempenhos. Não tem perseguição política, vamos vestir a camisa para a colaboração e fazer o melhor possível”, explicou Dr. Milton que informou seus encarregados: Redes, calçamento e esgoto (Juarez Knop), Podas, capinas, limpeza de ruas (Ademar José do Nascimento), Diretor de Obras e cemitério (Luis Fernando Araújo Furtado), Sub-chefe cemitério (Paulo do Ouro).

Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no
Jornal Voz de S. João, edição nº 5491)


Nenhum comentário:

Postar um comentário