Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

“A chegada na Prefeitura” – Secretaria de Educação, Cultura, Desporto e Lazer

Entrevista com a nova secretária da pasta, Fundação Cultural e diretor de esporte (Foto: Márcio Sabones)
No decorrer dessa semana, nossa equipe esteve em contato com a Secretária Municipal de Educação, Belkis Cavalheiro Furtado, o superintendente da Fundação Cultural Ricardo Itaborahy Soares e o diretor de esportes, Fernando de Lélis Pinheiro para informações sobre a chegada na Prefeitura, o que estão trabalhando de imediato e o que pretendem para o futuro. 

A secretária Belkis iniciou a conversa dizendo que o primeiro objetivo foi da integração dela com os responsáveis das áreas da cultura e esporte, no qual compõem sua Secretaria. “Diariamente reunimos Ricardo, Fernando e eu para conversar e delimitar objetivos em comum acordo para o processo de gestão dos próximos quatro anos. Estamos de imediato organizando tudo para 2017, providenciando documentações, compras de materiais para escolas e no caso da educação, a elaboração de um planejamento pedagógico com capacitação de professores, o trabalho de questões dentro da escola como a violência, preconceitos –Justiça restaurativa, uma ação integrada com as instituições e visualizando o que nos foi passado pela antiga gestão, os imóveis que são alugados pela Prefeitura para a instalação do museu, essa secretaria e o Centro Cultural, por exemplo, e ver o que seria necessário para melhorias e reparos físicos, além é claro de pinturas que já estão sendo providenciadas para as escolas municipais “Dr. Augusto Glória”, o Pré-Escolar “Dr Augusto Glória” e a E.M.”Três Marias” (CAIC). O Fernando já percorreu pelas praças de esportes públicas da cidade e dos distritos, explicou Belkis.

Prédio da Secretaria de Educação, Museu Histórico e departamentos de esporte e Fundação Cultural de São João Nepomuceno MG (Foto: Márcio Sabones)
Sobre as praças, o diretor de esporte mostrou a nossa equipe diversas fotografias feitas por ele nas visitas aos locais, que em sua maioria, com exceção apenas na nova quadra poliesportiva dos bairros Centenário e Três Marias, em situações de depredações, falta de capinas e pinturas. “Temos que ver a possibilidade de arrumar os diversos locais que necessitam de uma reforma. Temos também a ideia de deixar tudo arrumado para a implantação de esportes como o futsal, xadrez, etc. Vamos ver a possibilidade disso para frente, mas de momento e urgência tentaremos fazer as intervenções para os consertos e limpezas das quadras, além de analisar os convênios esportivos”, definiu Fernando. 

Já na Fundação Cultural, o superintendente Ricardo Itaborahy iniciou seus trabalhos com a conferência de peças e patrimônios do Museu Histórico Municipal. “Muitas peças, livros e quadros. Muitos com um valor sentimental e histórico que não tem preço. Devemos fazer algumas alterações no espaço físico e pretendemos também trazer vida para ele com palestras, música, etc. Já marcamos encontros e conversas com antigos superintendentes desta casa, pois com eles as informações e experiências são ricas. Também durante esses primeiros dias estamos reunindo, conhecendo e conhecendo diversos projetos e grupos culturais da cidade como o Fórum da Música, o Nepopó Festivao, artesãos, alguns grupos de teatro, etc. E queremos que todas as manifestações culturais procurem a Fundação para conversar e trazer projetos interessantes para a cidade. De momento, não podemos prometer ações, mas estamos nos organizando para o ano e ver as possibilidades que podemos utilizar”, explicou Ricardo que ainda deseja colocar em prática a Lei de Incentivo à Cultura, apresentada como projeto de Lei nº 59/2003 por ele, quando vereador da cidade e promulgada pela Lei nº 2570 de 9 de setembro de 2008. “Com isso, a ideia é de receber os projetos na Fundação e diante de uma comissão analisar e dar o parecer positivo ou negativo ao autor destinando ou não a verba. Mas como disse antes, nós estamos analisando tudo para frente poder implantar nossas idéias e formas de trabalho”.

A Secretaria de Educação estará fazendo contratações de trabalho provisório para preencher 100 vagas no quadro de necessidades de serventes, professores e coordenadores pedagógicos. A primeira fase desse processo seletivo aconteceu de 2 a 10 de janeiro pelo site da Prefeitura recebendo mais de 2.500 inscrições, sendo assim, um retrato de procura de trabalho na cidade. Em breve, a secretaria começa a convocar os candidatos selecionados às vagas para examinar os documentos e a assinar a contratação.

Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no 
Jornal Voz de S. João, edição nº 5492)
Foto: Márcio Sabones

Nenhum comentário:

Postar um comentário