Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Marina Ayupe é a 3ª colocada no ranking de Corridas de Rua

Atleta são-joanense entre as melhores de todas as etapas regionais do ano (Foto: arquivo pessoal)
Superação e motivo de orgulho para São João Nepomuceno, a atleta de corridas de rústicas, Marina Maurício Ayupe Fecuri Valente, de 33 anos, professora de Educação Física, mãe do pequeno Arthur de 1 ano e 7 meses e filha de Mário Maurício de Oliveira Valente e Ângela Márcia Ayupe Fecuri Valente trouxe para a cidade “garbosa” um belo troféu com o seu nome timbrado, como a terceira melhor do ano no ranking de corridas de rua da região.

Em entrevista Marina disse que há três anos pratica o esporte. “Comecei a correr por incentivo de dois amigos, Reginaldo e Daniel. Eu estava num momento de tristeza, com algumas decepções e foi a corrida que ajudou a superar aquela fase. Amo correr. A minha conquista é pessoal, corro porque me faz feliz e de estar bem comigo mesma”. 

Para conquistar esta terceira colocação, durante todo o ano de 2016, Marina participou do ranking de corridas de rua regional para uma equipe de Juiz de Fora, o “Loucos por Corrida” em cidades como: Rio Novo, Guarani, Goianá, Mercês, Ubá e Juiz de Fora. Ao todo são 12 provas durante o ano que valem pontos acumulativos. No final do ano tem uma premiação para os melhores e a são-joanense com destaque chegou longe.

“Foi uma grande surpresa para mim, pois voltei a correr tem pouco tempo, e por causa do meu filho, não consegui treinar muito. Fiquei muito feliz. Surpreendente. Antes de engravidar eu tinha um treinador, lá de Belo Horizonte. Treinava bastante, quase duas vezes ao dia e durante a gravidez paramos. Voltei quando meu filho tinha três meses, mas até então, eu treino esporadicamente, sem planilha, por causa do tempo. Mas estou voltando aos treinos orientados, com o Daniel Fontinelli, meu novo treinador”, explicou a atleta que ainda acrescentou. “Participo também de corridas no Rio de Janeiro, e fui pela segunda vez na São Silvestre. Fiquei em 240° geral entre 8.000 mulheres esse ano. Sem quase nenhum treino até achei bom (risos).”

Cenário da corrida em SJN

Perguntamos a Marina sobre a prática da corrida em São João Nepomuceno. “Hoje vejo na cidade que muitos estão praticando essa modalidade. Algumas pessoas já participaram comigo em competições, e o público só vem aumentando. Eu treino no asfalto e em estrada de chão. Existe a pista de atletismo no campo do Mangueira FC, que se houver uma reforma ficará ótima para preparação e treinamentos.E agora estão fazendo o encostamento para a prática de caminhada e corrida lá perto do Sesi, é muito bom, pois ali o perigo é constante. Estamos tentando elaborar um calendário de corridas para São João junto a Diretoria de Esportes. Creio que haverá um grande número de pessoas participando. É um grande incentivo para o esporte e para a saúde. Eu e o Pablo Bertelli criamos uma equipe de corrida aqui no ano passado, “o Adrenalina”, que faz o trabalho de treinamento correto para a corrida, para todos os fins, saúde ,emagrecimento, auto rendimento etc. Com apoio e patrocínio, a ideia é ampliar esse projeto para que todos tenham acesso. Neste fim de semana, eu e mais oito pessoas vamos participar de uma corrida na cidade de Tiradentes, e desde já pedimos a torcida de todos”, finalizou.

Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no jornal 
Voz de S. João, edição nº 5493)
Fotos: Arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário