Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

quarta-feira, 22 de março de 2017

Crianças e Adolescentes dão exemplos de cidadania na Conferência de São Tarcísio da SSVIP




Encontros, promoções, assistir famílias e visitas a idosos e doentes são ações do grupo

A equipe da Voz de S. João esteve nessa semana em uma importante e especial reunião, na sede da Sociedade São Vicente de Paulo de São João Nepomuceno para acompanhar uma assembleia ordinária da Conferência da Criança e do Adolescente São Tarcísio.

O grupo vicentino chamou atenção e tornou-se uma pauta para este semanário quando na véspera de carnaval decidiu levar uma folia aos idosos do Lar Ambrosina de Mattos, o Asilo da cidade. Uma foto foi destaque na coluna “Pompeu e Godê” e nela, a alegria estampada nos rostos dos adolescentes e os velhinhos, onde todos usavam colares, maquiagens e atiravam confetes e serpentinas.

Conferência promove carnaval no Asilo de São João Nepomuceno
Desta feita, os olhares deste jornalista estiveram voltados para esta conferência e o convite para conhecer e participar de uma reunião. E no dia 13 último, a presidente da C.C.A. São Tarcísio, Mabilla Rigolon dava início ao encontro com orações, e assuntos que cabem a responsabilidades do grupo infanto-juvenil, existente desde o dia 12 de outubro de 1998, com renovação dos membros ao atingir a idade máximo (15 anos). 

Era a reunião de número 801 da conferência. Atualmente, além da presidente Mabilla, a vice: Rani Filgueiras Girardi, Secretário: Gabriel Gomes do Carmo Martins, Tesoureira: Maria Luíza Azevedo Alves, 2ª secretária: Sarah Passe Alves, 2ª Tesoureiro: Marcelo Duarte e outros 13 componentes. 

Religiosidade, solidariedade, organização, amizade e direcionamentos
O mandato da diretoria é de um ano, e durante este período o grupo, com a orientação de adultos, promove diversas ações como visitas e orações aos necessitados, encontros de jovens, ajudam no “arraiá” vicentino, o almoço da solidariedade, o Natal dos Assistidos, participam de viagens (missões) e o carnaval do Asilo. Mas de todas as funções e responsabilidades, a principal com certeza é a assistência a uma família no bairro Três Marias. 

Nesta, uma mãe e três filhos pequenos que necessitam de ajuda para alimentar, vestir, medicar, etc. Na reunião, em silêncio e observando, acompanhamos a preocupação do grupo sobre esta família e da busca das soluções para conseguir cesta básica, uma consulta com psicólogo e fonoaudiólogo (pois as crianças estão com dificuldades na fala). 

Com a licença jornalística, peço aos leitores a permissão de escrever em primeira pessoa o texto. Diante de uma ação louvável como esta, pois estamos falando de um grupo que recebe as orientações dos vicentinos adultos e experientes, mas que tem idades entre 8 a 15 anos de idade, em uma atitude de aplaudir de pé. Enquanto, infelizmente, assistimos um festival de idiotices, tolices e brigas desnecessárias no mundo adulto, seja no olhar político, social e da total e completa ignorância, um grupo de crianças e adolescentes, mesmo na fase imatura de suas vidas estão olhando, agindo e fazendo a diferença, ao invés de ficarem reclamando ou criticando. Será que essas crianças estão ou são realmente inexperientes? Não seria necessário que os adultos parassem por um momento e refletissem do que elas estão fazendo? 

Ao conversar com o grupo questionamos o motivo delas participarem da conferência. Uma das mais velhas da turma, Laura Pinton Fonseca de 15 anos disse que a influência dos avós e dos pais que são vicentinos levou a frequentar a sociedade. 

Mabilla e Sarah disseram que é gratificante o que acontece. “No dia que estivemos no Asilo, eles divertiram muito com a gente. Era muito bonito vê-los cantando as marchinhas de carnaval. Eles conheciam e cantaram todas. E quando tentávamos trocar a música por uma atual, eles não gostavam e reclamavam. Dançamos, ganhamos beijos e abraços, uma coisa que faz bem pra gente, é de coração” comentaram. 

As reuniões da Conferência da Criança e Adolescente São Tarcísio acontecem todas as segundas-feiras, a partir das 19h30 na sede São Vicente de Paulo. Para participar, o telefone de contato é 3261 3219 (atendimento de 2ª a 6ª feira, de 13h às 17h).

Sociedade São Vicente de Paulo de SJN

A SSVIP de São João Nepomuceno comemorará 111 anos de instalação, no dia 3 de junho de 2017. O Conselho Central são-joanense tem o empresário Cleto José Varotto como presidente no qual compreende a esta cidade, os seus distritos, e as cidades de Rochedo de Minas, Descoberto e as suas Zonas Rurais. Ao todo, são 29 grupos de conferências vicentinas, incluindo o tema da reportagem (São Tarcísio), tendo cerca de 300 pessoas envolvidas e uma maioria feminina (cerca de 60%). 

O Conselho Central de SJN atende ao Conselho Metropolitano de Juiz de Fora, no qual abrange 70 cidades da região, uma média 4.500 pessoas e 450 conferências. No Brasil, os números registram 151 mil vicentinos, sendo o país com o maior número no planeta, e a SSVIP presente em 150 países. 

Além das conferências, em São João Nepomuceno acontecem aulas de costuras e bordados com ajuda de voluntários, a SSVIP Educação com reforços escolares, além é claro de cursos profissionalizantes, o PROGER em parceria com o Centro de Referência em Assistência Social (manicure, cabeleireiro, depilação, etc). 

Curso profissionalizante na SSVIP-SJN com o podólogo Sandro Alves
 Por Márcio Sabones
(Matéria assinada por este jornalista no jornal Voz de S. João,
edição nº 5501 de 18 de março de 2017)
Fotos: Márcio Sabones

Nenhum comentário:

Postar um comentário