Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

terça-feira, 24 de maio de 2011

Sobre a Expô 2011

Pois é. Mais um mês de maio e nele a 39º Exposição Agropecuária de São João Nepomuceno. Tive a felicidade de curtir todos os dias de festa e levar junto minha máquina fotográfica, é claro. Foto pra cá, pra lá enfim, um pouquinho de tudo foi registrado. Desde a estrutura da Expô com o grandioso palco nº1, os brinquedos, barracas, camarote, amigos, bandas e etc.

Show de César Menotti e Fabiano

O fato é que faz muito bem pra saúde reencontrar amigos e dar boas risadas. Dançamos, paqueramos e até mesmo fomos brindados por belas surpresas. Falar em surpreender começarei minha análise do que foi a 39º Expô de Nepopó city dando congratulações a banda regional Radiola (Juiz de Fora) – rock ‘n roll internacional e riquíssimo repertório e interpretação com um som de qualidade e completo alto astral entre seus integrantes – foi contagiante, da platéia curtiamos aquele delicioso “sound”.



E o principal, a vocalista Roberta e o guitarrista e também vocalista da banda são filhos de Celeste e Beto Barroso (Vampiro). Nem mesmo a presença dos pais fez com que os meninos intimidassem, deram show.

Na noite de domingo ainda, assistimos de camarote o show de Wendell Barroso. O sãojoanense e sua banda formada por Paulo Cri (violão), Webber Martins (bateria) e Flavinho (baixo) apresentou um repertório rico, recheado de grandes sucessos da música regional brasileira.



Em 2009, Wendell gravou seu primeiro CD (De outro planeta) com canções de Renato Teixeira e Zé Geraldo gravado no Estúdio Versão Acústica do cantor e músico Emmerson Nogueira. Em 2011 foi lançado seu segundo disco, também no Versão Acústica com o nome de “Um Rádio Ligado”. Nele dez belas canções do sertanejo de raíz como Almir Sater, Chitãozinho e Xororó, Mário Zan, Tião Carreiro e outros. Ganhei os Cd’s e confesso – Estou sempre ouvindo. O show foi belíssimo. Uma massagem para nossos ouvidos. Também pudera, um time de craques no palco.

Falando em time de craques, a segunda feira também não foi diferente. Um dia voltado para os músicos de nossa terra. No palco show de Paulinho Cri.



Sensacional. Uma aula de música. Pena que o horário não colaborou. Estava cedo e poucas pessoas presentes no parque de exposições. Ao som de seu disco, também gravado no Versão Acústica – “Deuses e Astronautas”, Paulinho nos levou à loucura. Na banda: Aldo Torres (guitarra), Ricardo Itaborahy (teclados), Webber Martins (bateria) e Dudú Lima (baixo). Paulinho comandava o show no vocal e violão. Coisa linda de show.

Depois o super Joni Lamas. Requinte e bom gosto. Um belo show composto de composições próprias. Letras bonitas e musicalidade de altíssimo nível. Joni arrasou ao som de Transparências, Eu te amo e outras lindas canções rabiscadas por ele.

O trio German Weisser (chileno), Ricardo e Guilherme deixou a galera de voca aberta com o reggae da banda “De Trees”. Somente três instrumentos. Guitarra, baixo e bateria. Som de primeira linha. Super fiel ao estilo os jovens sãojoanenses mostraram que são talentos puros. Desde o reggae nacional (Nativus, Chimarruts, Cidade Negra) até os badalados Jimmy Cliff e o pop reggae do Men at Work.



Aliás, este é o som. A mistura de reggae e pop. German apresentou algumas composições próprias. Deliciosos acordes misturado com suculentas letras. Fiquei “pretérito” com o que assiti. “De Trees” tem somente 1 mês de vida e no primeiro show wm público tirou aplausos de todos. No início do mês de maio, tive o prazer de receber o trio em meu programa de rádio “Música na Chapa” na Rádio Difusora AM aqui de nossa cidade. Lá, curtindo um som ao vivo no estúdio, deu pra sentir que os garotos são feras.

É claro que tivemos inumeros shows de nível elevado, mas separei alguns para comentar. Os shows das estrelas César Menotti & Fabiano e do pernambucano Alceu Valença foiram demais. Musicalidade, qualidade e altíssima produção. Mas gostaria também fazer algumas críticas criativas. Lembro que não visto camisa política e nem pretendo tão cedo. Simplesmente digo o que observei como positivo e negativo.

O negativo em questão é algo que tem solução prévia. Organizar eventos não é uma missão muito fácil. São vários detalhes e infelizmente alguns escapam de nosso controle, mas numa próxima vez podem ser corrigidos.

Primeiramente gostaria de comentar sobre os banheiros químicos posicionados próximo aos brinquedos do parque e do antigo palco de cimento. Quando o relógio marcava umas 23h, um rio de água suja descia o terreno irregular e formava poços frente a barraca do Wilsinho. Eu não sei o que aconteceu, mas foram todos os dias.

Área externa do parque de exposições: estacionamento. Socorro. R$15 e até mesmo R$20 eram cobrados para estacionar. Gente. Muito caro. Tá certo que é difícil achar vaga lá na Praça da Bandeira ou próximo ao parque, mas ninguém merece né. Poderia ter uma equipe fiscalizadora, ou um grupo de instituições da cidade fazendo isso. É claro que tem de ser cobrado, mas um preço tabelado e mais barato ajudaria.

Gente! Onde estavam as confecções. Fui ao estande e cadê? Poxa galera. A cidade do vestuário. Temos de aproveitar essa grande festa que atrai milhares de pessoas para nosso e dizer ...”que chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar o seu valor”...



Horário dos shows. Tem de ter esse cuidado. O som, ai meu Deus! Nunca na história dessa cidade tivemos uma sonorização tão boa num evento como o dessa Expô. Excelente! Mas os vizinhs ficaram loucos, rsrsrs. O som era tão potente, que eu, Márcio Sabones, resido no São Sebastião (ao lado) escutava nitidamente o que era falado, tocado ou cantado no palco em minha casa. Eu não tive esse problema, pois fui para a balada, mas quem queria dormir...ai ai ai!

É isso gente. Não estamos aqui para meter o pau em ninguém. Parabéns a organização, aos artistas e atentem para o próximo ano. Aquele detalhe ali, outro ali. E tudo dará certo com certeza. Sorte para todos e sucesso. Até 2012.

Olha a gente farreando na Expô

Veja mais: Expô 2011

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Vai começar o 6º Festival de Teatro de São João Nepomuceno - M.G.

O Grupo de Teatro Amador (GRUTA) e Cia de Teatro Novos Horizontes apresentam o “6º Nepopó Féstivao” (Festival de Teatro de São João Nepomuceno) que acontecerá nos dias 23, 24, 25 e 26 de junho de 2011 no Centro Cultural Gabriel Procópio Loures na cidade Garbosa.

Espetáculo "Libertas" da Cia Cênica Literária de Cons. Lafaiete (1º lugar geral do 5º Nepopó Festivao)

Um dos mais cobiçados festivais de Minas Gerais conta com participação de dezenas de grupos teatrais, incluindo nossa cidade, região e até mesmo outros Estados, o evento espera receber nesta edição um número superior de 400 artistas e público acima de 10000 pessoas. Comédia, Drama, Infantil, Teatro de Rua e outros estilos são atrações para a disputa. A participação de grupos de dança, bandas musicais, oficinas de teatro e um baile de confraternização no “The Pub” - sábado (dia 25/06) também são atrativos em nossa agenda.

A cada ano, uma personalidade sãojoanense é homenageada pela organização do Festival e leva o nome do troféu (carinhosamente chamado de Nepopito). É uma forma de agradecimento encontrada para agradecer aos serviços prestados às artes cênicas de nosso município. Em 2011, a homenageada é a atriz e costureira Maria Aparecida do Nascimento Costa, a nossa querida Tia Cida.

Para a realização deste ano, os organizadores conta com a parceria da Prefeitura Municipal de São João Nepomuceno que destinou verba específica para o projeto apresentado por Márcio Sabones, no que diz respeito ao montante necessário para a realização do 6º Nepopó Festivao.

Platéia lotou o Centro Cultural em todas as apresentações

A festa está pronta. As inscrições encerradas no dia 19 de maio. Todos aguardam ansiosamente a grade de apresentações do 6º Festival de Teatro de São João Nepomuceno. Neste fim de semana a Comissão organizadora estará reunida para a escolha das apresentações.

Site oficial do Festival de Teatro de São João Nepomuceno - M.G.

Tia Cida Nascimento - Homenageada do 6º Nepopó Festivao

A você nossas sinceras homenagens.



O que falar de Maria Aparecida do Nascimento Costa, a querida tia Cida. Tia de todos nós. Pessoa que admiramos e temos a honra de conviver o dia a dia em São João Nepomuceno. Falou teatro. Lá está ela. No palco, na coxia, na sonoplastia, na platéia enfim, todos os lugares.



Tia Cida nasceu em nossa cidade em 1943, filha de dona Alice Alves do Nascimento e do Sr Pedro Pereira do Nascimento, ambos falecidos. Perdeu seus dois últimos irmãos há 7 anos atrás: Eliton e Elton Nascimento.

Casou-se por duas vezes. A primeira com Jorge Marcus da Costa que faleceu em 1984 e atualmente é casada com Syla Macedo de Souza que conheceu em 1988. O marido já tinha uma filha de 15 anos quando se uniram (Jussara) e aí a família aumentou, pois a moça cresceu e presenteou-os com três netos: Priscylla (18 anos), Vitor (16) e Alice (9).



A pequena Cida Nascimento foi aluna do Grupo Escolar Cel José Brás (Primário), fez parte da 1º turma do Colégio Dr Augusto Glória (Ginásio) e moça fez o contador no extinto Ginásio São João. Aos 14 anos fez um curso de corte e costura no qual exerce profissão até hoje. Aliás, confecciona figurinos para peças teatrais, Escola de Samba Avenida Carlos Alves (ESACA), vestidos para bailes, formaturas entre outros cortes para toda a sociedade sãojoanense.

Na cultura iniciou aos 15 anos de idade, quando interpretou Maria Madalena na Semana Santa. Com a mesma idade também dançava sobre patins, fato ocorrido no Mangueira F.C., o clássico “Danúbio Azul”. Na dança, teve a oportunidade de trabalhar no espetáculo “Feliz Ano Novo”, ao lado de seu marido Syla por três anos. O casal desempenhou performances no bolero (1990), chorinho (1991) e mambo (1992).

Tia Cida foi sonoplasta, contra regra, figurinista, dançarina, trabalhou na equipe coordenadora do “Festisan” (Festival de Música de S. J. Nepomuceno), Papai Noel, jurada de todas as edições do Nepopó Festivao e também julgou no Cerimonial Fama, homenageada pelo Dia Internacional da Mulher (ambos do Curso Apoio) e grande atriz de nosso teatro.

Elenco da peça "O menino e o vento" (1998) com a Cia de Teatro "Aos Trancos e Barrancos"

No palco, trabalhou com os diretores Raimundo Porto, Ney Moraes, Everson Rezende, Cristina Itaborahy, Renato e Helena Domingues. Desde 1996, tia Cida participou de todas as encenações da Semana Santa e demais peças da Cia de Teatro Novos Horizontes, dirigida por Ney Moraes, totalizando mais de 30 peças. Em 2010, tia Cida passou por duas grandes emoções: ser escolhida como a homenageada para o Nepopó Festivao e sua apresentação ao público de Conselheiro Lafaiette no palco do FACE como a pessoa que recebeu o nome dos Nepopitos para 2011. Aplaudida de pé pela classe teatral de todo o Estado.

A esse sucesso de pessoa que é Cida Nascimento nossos parabéns e muito obrigado pela participação em todos os nossos eventos teatrais. A cidade de São João Nepomuceno orgulha da filha que tem. Os amigos admiram a sinceridade e carinho. Os colegas e platéia aplaudem a sua pessoa. A família enche de satisfação da mãe, esposa, vovó e da maravilhosa tia Cida Nascimento que preenche nossos corações.

Veja mais: site oficial do Festival de Teatro de São João Nepomuceno MG

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Aniversário da deslumbrante Geany Itaborahy

A exuberante e querida Dra Geany Itaborahy fez convite a vários amigos e familiares para juntos comemorarem seu aniversário. A simpática e sincera advogada não revelou a idade, mas o que importa- ela tem o pique de uma moça de 20 anos.

Com a filha caçula Cláudia e a amiga e cantora Nely Gonçalves, a Dra Geany fez a festa

Geany abriu às portas de sua bela e luxuosa casa na Rua Dr Gouvêa (Morro do Rosário) para receber os convidados. Presentes, beijos, abraços e carinho para a amiga que todos os anos nos presenteia com uma deliciosa festa. Neste ano, improvisou um tablado por cima de sua piscina e lá posicionou várias mesas.

Sabones imita Luis Quirino com ele presente nos microfones

Na área da churrasqueira muitas mesas também. Cerveja gelada, caipirinha, whisky, porções de bar, doces, churrasco e tudo de mais gostoso exigido numa festa. A musicalidade ficou com o showman Luis Quirino de Freitas (exigido pela aniversariante). Quirino foi acompanhado pelo tecladista Caio e contou com palinhas de Nely Gonçalves (saindo da toca...rsrs...), Márcio Sabones, irmãos Ramiro, Max Rodrigues, Cleverson Cabral entre outros.



Quando a música ao vivo parou – DJ Lucas botou pra quebrar na discoteca. A turma aproveitou até amanhecer o dia. Coitado dos vizinhos. Rsrsrs. Quirino fez a galera delirar com sua interpretação de New York, New York. Teve de cantá-la por três vezes. Imperdível. Coisa única. Kkkk



A querida Geany nossos parabéns. Que Papai do céu a abençoe hoje e sempreeee.

“Você é luz, é raio, estrela e luar, manhã de Sol, meu Iaiá, meu Ioiô”.

Vale a pena conferir as fotos no site SJOnline

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Aniversário do Carlô

O nosso amigo e colunista ambiental do site SJOnline, Luiz Carlos Gomes da Silva (Carlô) comemorou seu aniversário junto a parentes e amigos em sua casa no bairro São José no sabadão, dia 30 de abril. Durante toda a tarde curtimos o excelente molejo do grupo "Meninos do Samba".

Em pé o aniversariante Luis Carlos e o grupo Meninos do Samba

Luiz Carlos serviu deliciosos caldos e regou a sede da galera com cerveja gelada, whisky, campari e etc.

Meu amigo Carlô! Parabéns pra você, nesta data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida. A festa foi supimpaaaa! Teve gente que ficou bamba...rsrsrs... Bom demaisss...

Veja mais: todas as fotos no site SJOnline

A tradicional queima do Judas"

Moradores da rua Cdor José Soares (Rua Nova) e freqüentadores do Bar do Alex organizaram mais uma folclórica festa da “Queima do Judas”.



A cada ano uma pessoa de convivência de todos é escolhida para ser o boneco de Judas. É claro que é de uma maneira cômica e sem ressentimentos. Este ano foi o Sr Manuel Xavier (Biscoito). Ele é pai do Alex (proprietário do bar).

Na festa, muita música com a MG Som (Moisés), distribuição gratuita de pipoca, refrigerante, cachorro quente e docinhos. Além da animação e brincadeiras com às crianças. Mais uma vez a festa foi sucesso e atraiu centenas de pessoas para a rua.



Meio dia em ponto aconteceu a queima do boneco. Aplausos, gritos e estouros de bombinhas. Parabéns aos conservadores do folclore em nossa cidade.Nota 10! Ano que vem tem mais. Quem será a próxima vítima?

Veja mais: todas as fotos no site SJOnline

Aniversário do Panelão

O aniversariante e família

O nosso grande amigo Jorge (Panelão) completou mais um ano de vida e a comemoração aconteceu no sábado (dia 23) na casa de seu brother, Adil (Nica) no bosque dos Eucaliptos. Por toda a tarde e entrada da noite os convidados curtiram ao som de Flavinho e Loucademia do Samba de Rio Novo.

Loucademia do Samba

Foi bom demais ter encontrado com a turma. Tinha muita gente – pode conferir pelas fotos. Cerveja gelada, whisky, campari, caipiríssima de Siriguela, refri e uma deliciosa feijoada foi servida para todos.

Ao amigo “Panelão” votos de um Feliz aniversário! Deus o abençoe amigo!

Veja mais: todas as fotos do niver no SJOnline