Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

terça-feira, 23 de agosto de 2011

5º FEST D’ORO – HOMENAGEM À NELY GONÇALVES


Um festival de primeiríssima qualidade. Dezenas de músicos, 14 canções em disputa e uma noite de gala. A quinta edição do Fest D’oro, o Festival de Música de São João Nepomuceno manteve o sucesso de edições anteriores.

Apresentação de Thiago Pável, Mirella Rosa e Nayara Machado - vencedores edição 2011

Acontecido na noite da última sexta feira, dia 19 de agosto no “The Pub”, o evento anualmente organizado pelo proprietário do local, Fernando Motta, faz uma bela mostra da música de nossa terra. Vários estilos musicais apresentados: do sertanejo ao rock ‘n roll para a difícil análise dos jurados: Ana Fam, Bernadete Menezes, Nely Gonçalves, João Carlos Rabello e Márcio Sabones.

Jurados

Já no início o competente mestre de cerimônias André Manzo ressaltou da emoção de marcar presença do evento em todas as edições. O organizador também tomou palavra e repetiu o discurso do ano passado. “- Não é preciso depender 100% do Poder Público, devemos correr atrás de patrocínios e parcerias e não depender somente deles.” Talvez algumas pessoas entendam isso como crítica, mas não é! Fernando fala da independência. De achar uma alternativa de promover seus eventos. Elaborando projetos, parcerias e etc. Mais uma vez o Fest D’oro acontece de maneira independente e com ajuda de seus patrocinadores.

Fernando Motta entrega troféu à homenageada Nely Gonçalves

Antes das apresentações musicais, o organizador divulga a todos os presentes o nome da pessoa homenageada. Neste ano, Nely Gonçalves, querida e velha conhecida de todos os nossos músicos recebeu emocionada e surpresa o troféu que levava seu nome. Nely nem desconfiava, mas a nossa sapeca e amada foi aplaudida de pé pela platéia que saudou o nome daquela que tem forte identidade com a nossa música. Sambista, seresteira, amiga e enfim uma pessoa muita querida na cidade ainda cantou “No reencontro do bolero” sendo acompanhada pelo violão de Paulinho Cri.

Platéia lota o "The Pub"

A cada música apresentada por jovens e experientes músicos uma grata surpresa. Composições próprias belíssimas e ricas de conteúdo. Os jurados decidiram que a canção:“SILÊNCIO DA PALAVRA” música e letra de Thiago Pável, linda interpretação de Mirella Rosa e participação nos teclados de Nayara Machado foi a vencedora com 143 pts dos 150 pts possíveis.

O campeão de 2010, Paulinho Cri ficou com a segunda colocação com a música “FOTOGRAFIAS”, somando 139 pts.

Na terceira posição os jovens da Banda “De Trees” com 138 pts na letra de German Weisser, “A GRANDE ESTRELA”.

Mirella Rosa ainda faturou o prêmio de melhor interpretação com nota máxima de todos os jurados.

Thiago Pável participou de todas as edições do evento e pela primeira vez conquista a primeira colocação. O jovem recebeu o prêmio super emocionado ao lado de “suas meninas” Nayara e Mirella que deram show. Parabéns aos vencedores e a todos os participantes. Agradecimentos ao convite no júri pela terceira vez e a organização que nos deu toda atenção.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Turma do Basquete de São João Nepomuceno - parte 2

Fase de entrosamento.

Depois de nossa conquista no JEM em 1993 pelo basquete masculino sub 16 um ar de grande entusiasmo tomou conta de todos os atletas e amigos. Pela primeira vez na história o basquete são-joanense vencia um campeonato.

Os treinamentos nas quadras do Polivalente ficaram mais intensos. Meninos e meninas formavam os atletas praticantes de um dos esportes mais querido na cidade daquela época. O técnico Andinho passou a marcar jogos amistosos na Academia (JF), Leopoldina, Cataguases e outras cidades de nossa região.

Quanto mais treinávamos, mais entrosados. Mais amigos. Mais parceiros. Mais felizes. A troop formada por atletas possuía uns 40 meninos e 30 meninas, sem contar com os amigos e parentes. O nosso treinador (paizão da galera), Anderson Alves do Valle (Andinho) começou organizar vários "happy hour". Piqueniques na Torre, festinhas, churrascos, cocktails e etc.

Treinávamos às 3º e 5º feiras no Poli a noite. Tradicional "peladão" de sábado a tarde (+/- 15h) naquela quadra que registrava em seu piso os dizeres: GIDESJON (Grupo de Iniciação Desportiva de São João Nepomuceno). E algumas outras peladinhas em eventuais agendas dos fominhas de plantão.

O primeiro churrasco organizado pela turma do basquete foi em minha casa, num sábado a tarde do ano de 1993. Na ocasião, tirei alguns instrumentos musicais que tinha em meu quarto como: pandeiro, tantan, chucalho e tamborim. Tratei de providenciar bastante "bombril", rsrsrs... isso mesmo, Bombril para fazer bigodinhos nos componentes da roda de samba que se apresentara. Esse grupo recebeu o delicioso e curioso nome de "Dentada de Galinha". Nome batizado por Andinho, só podia ser.

Lembro da farra: Andinho, Breno e Bruno Ribeiro, Nilmar (Fufú), Bill, Rodrigo Melleka, Rodrigo Tarú, Mauro Carroça, Mizael, Michel, Júlio César, Ricardo Eurico, Mauro Emílio, Preta, Boi, Verônica, Emanuelle, Gisele, Guilherme, Priscila, Jordana, Ana Paula, Ulrick, Marcus, Sandrão, Daniele e muitas outras figuras que não estou lembrando de imediato.

O churrasco teve cenas engraçadissímas além dos bigodinhos de bombril. A despedida de Nilmar e Bill foi histórica. Os meninos temendo uma bronca dos pais ao chegar em casa por virtude da bebida, colheram folhas do jardim da praça do coronel para despitar o bafo. rsrsrs

Essas e outras eram as farras da turma do basquete. A música: Skank, Cidade Negra (iniciantes do sucesso), Rock Nacional anos 80, U2, Pink Floyd e também o momentos das meninas com o axé de Daniela Mercury (irritavaaaa...rsrsrs) e o sambão do Dentada de Galinha.

Época boa e muitas histórias para contar. E é isso que faremos por partes em nosso blog.

Abraço