Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

segunda-feira, 19 de março de 2012

DESPEDIDA DA GRANDE AMIGA, ADEUS LOU!

Na manhã cinzenta de segunda feira estava no Campus da UFJF, onde curso o sétimo período de jornalismo e recebi a ligação do amigo Luis Sérgio (Carrapato). Tratava de uma notícia triste. Morria uma grande amiga, Luzia Célia, aquela que chamava de super, hiper, mega, fashion Lou Bezerra.

Amiga de longas datas, sempre presentiou-me com carinho, repeito e consideração. Pessoa ímpar e de personalidade bondoza, feliz e um astral para colocar inveja em muita gente. Lou não deixou filhos, mas tinha a minha consideração.

Tive o tempo de refletir a notícia. Enxuguei às lágrimas e notei que seria egoísmo de minha parte querer que ela continuasse aqui na Terra com a gente. Papai do Céu estava chamando a pequena estrela para morar lá em cima com ele. Neste momento, olhei para cima e escolhi uma estrelinha bem bonita, amarelada, que está próxima a outra grande de cor avermelhada. Alívio para o meu peito de saber que a verei todos os dias de minha vida. Ali... Brilhando! Como sempre!

Que Deus abençoe e receba com o braços abertos amiga!

Do amigo...
Márcio Sabones

NOTAS ESPORTIVAS

Voleibol e torcida de primeira





Após o término da Super Liga de Vôlei, o 11º lugar manteve a UFJF na elite do esporte no país. Foi uma estreia tímida da equipe juizforana mas o objetivo foi alcançado. Primeiro foi fugir da lanterna do torneio e do rebaixamento, evitando a 12º posição que ficou com o time do Londrina Sercomtel. E depois o reconhecimento dos torcedores, que teve a maior média percentual de público em casa, cerca de 90%, média de 1.018 pessoas por jogo.


Último dia para inscrições da 
14º Copa Panorama de Futsal



Hoje (19), é o último dia para inscrição das equipes que pretendem disputar o maior campeonato de futsal da Zona da Mata. A competição começa na última semana deste mês e conta com quatro sedes (Juiz de Fora, Cataguases, Barbacena e Tocantins) e equipes representando cidades da área de cobertura da emissora. Para participar a equipe deve apresentar uma autorização da Prefeitura ou Secretária de Esportes do município e pagar uma taxa de R$ 450,00. A final da copa será exibida “ao vivo” pela TV Panorama. No ano passado 34 equipes participaram e Juiz de Fora foi a campeã. A equipe da “manchester mineira” defende o caneco e tenta o tetra campeonato.

  

quarta-feira, 14 de março de 2012

Outra greve, é sempre mais uma

A partir de hoje, quarta feira (14), professores da rede estadual e municipal de ensino fazem paralisação de três dias, em forma de greve em Juiz de Fora. Um transtorno para a comunidade.
O motivo da greve dos professores é de que um reajuste do piso salarial de 22,22% deveria ser efetuado em seus contra cheques; e somente um acordo em 4% foi encaminhado para a classe. Resultado disso é a pausa de mestres, deixando milhares de alunos sem aulas. Não quero “tapar o Sol com a peneira”, mas devo colocar o dedo na ferida e perguntar: “- Por que a greve seria a única maneira de mudar esta situação? Se o piso salarial deve ser reajustado? Por que não foi? Será que alguém esqueceu ou quis esquecer? Um país que se diz em fase de desenvolvimento e uma das economias que mais se destaca no mundo, não consegue resolver problemas caseiros? O governo não deveria ter bom senso e repassar automaticamente este valor para os professores que resolveria o assunto e evitaria as tais greves que presenciamos com frequência nos noticiários em nosso país?” Pra quê adiantar se podemos atrasar? Esta frase deveria substituir o lema da bandeira nacional que cada vez mais está sem ordem e o progresso passa longe. O que testemunhamos são profissionais formados e qualificados sem seu devido valor. Não é uma greve que vai mudar isso. Isso só piora. Com o transtorno deste movimento, o risco de alunos e comunidade ficarem insatisfeitos é grande. Eles perdem tempo, ficam atrasados e em alguns casos entram o mês de janeiro em aula. Muitos pais contam com a permanência de seus filhos na escola para trabalhar. Como fica isso? Os pais fazem greve também? Nas eleições os candidatos falam em educação como se dessem o devido respeito a ela e o que assistimos são ações radicais de paralisações de escolas e universidades. Alunos de cursos superiores perdem períodos e atrasam suas formaturas e oportunidades de entrar no meio profissional. Professores perdem o fôlego e começam a cair de rendimento por cansaço e desmotivação. Cadê os grandes políticos deste país? Temos um histórico de anos de greve em escolas e o resultado é o mesmo, um troco a mais no salário, recomeço de aula com prazo de validade para mais um ou dois anos. Será que de grão em grão a galinha enche o papo? Acho que não né! Num Brasil que a greve é preciso e o Oba! Oba! faz a festa com preparação de estádios bilionários para a Copa do Mundo de 2014 e instalações para as Olimpíadas de 2016, fica difícil entender ao ver profissionais que educam nossos filhos, batem um bolão e ter o passe desvalorizado. A educação é a base de um país. A nossa está entre as 100 melhores do mundo, perto da 70ª. Aqui nas terras tupiniquins a maior preocupação é um oitavo lugar de nossa seleção de futebol no ranking da FIFA. Não! Já passou a hora da classe dos professores ser valorizada como merece. Chega de greves! Porque como tudo neste país, parece até uma brincadeira e uma folguinha para enforcar a semana de verão. Primeiro deve ser definido o valor da profissão, reconhecida por governantes, afinal de contas, professores merecem o primeiro pedaço do bolo.