Blog do Sabones - Expediente

Blog do Sabones - Expediente

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

"Festa de rubro-negros agita a cidade"



No domingo, dia 13, os torcedores do C.R.Flamengo organizaram uma grande festa em nossa cidade. O motivo é a conquista do sexto título brasileiro do time, que aconteceu no domingo passado. Depois de dezessete anos na espera, o “Mengo” levanta o troféu e faz sua torcida se encher de orgulho.

Durante a semana, Rogério (Bete Jóias); Aécio (Batuta) e muitos colaboradores organizaram uma grande festa para comemorar o título de uma maneira nunca vista em São João Nepomuceno. A idéia era arrecadar dinheiro para contratar o “Trio Elétrico” do Som Terremoto. Uma rifa de uma camisa oficial do time, vendida por R$ 10,00 o bilhete, ajudou no montante arrecadado e a “sortuda” foi Tia Alicinha, esposa do Sr Maurílio (Bar).

Foi providenciado um urubu de 4 metros de altura (mascote rubro-negro), puxado por um carro para acompanhar a festa. A organização em contato com o pessoal do Bloco do Urubu da vizinha cidade de Bicas conseguiu o empréstimo. Mas as surpresas não param por aqui: até um “Papai Noel flamenguista” fez parte da festa, aliás, tive a ousadia de chamá-lo de “FlaFlai Noel”(risos). Imagine um domingo de calor (+/- 35ºC), vestindo a roupa de Papai Noel, no meio da multidão e ainda ser colocado por cima da roupa uma camisa de manga longa do Flamengo, pois é, o herói é o Lopa – deve ter perdido uns 5 kilos naquela tarde (risos).

A festa

Milhares de pessoas, homens e mulheres (uma nota: notamos muitas mulheres), de crianças a idosos, concentraram na Praça do Coronel a partir das 17hs para o “Bloco da Vitória”. Às 18:20hs o trio elétrico partiu acompanhado pelos flamenguistas. O trio na frente, as pessoas a pé cantando e dançando atrás, seguido por um grupo de motociclistas e depois carros.

Lembrava um bloco de carnaval. O hino do clube tocava em várias versões, bem como o funk do Pet, o rap do centenário, o samba enredo da GRES Estácio de Sá de 1995 que homenageou o centenário do clube e gritos: “Quer jogar, quer jogar, o Mengão vai te ensinar...” Quem era Flamengo adorou, mas com certeza os anti-flamenguistas devem ter odiado, porque o bloco deu duas voltas no centro da cidade e voltou para a Praça do Coronel, onde rolou festa até às 23hs.

Opinião

Quem me conhece pessoalmente sabe do meu amor pelo Flamengo. Lembro da minha infância, onde assistia o “Galinho Zico” e toda sua troop vencendo vários títulos. Tentei ser imparcial no texto, tenho a função, como estudante de jornalismo de passar somente a verdade e acreditem se quizer, foi o que fiz. (risos)

Eu nunca assisti uma comemoração de um título de futebol como a que presenciei no domingo, nem em Copa do Mundo. A antiga sede de nosso carnaval ficou vermelha e preta, fez lembrar das antigas folias que passamos por lá. Parabéns a grande nação rubro-negra pelo título e a beleza de uma festa bem organizada.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

“MOTIVAÇÃO PARA EMPREENDER E ENCANTAR CLIENTES”


Na noite de segunda-feira, dia 7 de dezembro, o salão de festas do Botafogo Futebol Clube de São João Nepomuceno, recebeu o palestrante Willian Caldas da cidade de Belo Horizonte. Cerca de 230 pessoas assistiram à palestra: “ Motivação para empreender e encantar clientes” com temas voltado a atendimento, vendas, relacionamento com a empresa e etc.

No primeiro momento, Willian bateu um papo com a platéia, fez sua apresentação pessoal (brief) e em seguida passou um video motivador. Mostrou ser dinâmico, centrado e muito bem humorado. E foi justamente essa mistura de conteúdo com o bom humor que fez a apresentação nota 10.

Com riquezas de detalhes, o palestrante identificava os variados tópicos que podem atrapalhar e ajudar o andamento de uma empresa. O bom relacionamento entre o patrão e o funcionário, um clima positivo dentro da firma, as diferenças entre ser chefe x líder entre outros.

Tirou risos da platéia quando comparava alguns comportamentos de vendedores, cobradores e chefes. Teve a oportunidade de falar de seu livro: “Do porteiro ao Presidente, todo mundo vende, todo mundo atende" que escreveu junto à sua esposa. Confesso que estou curioso em ler tal livro, pois trata da importância de “A a Z” de todos os funcionários de uma empresa – o nome já dá a dica.

Importante:

Bateu a tecla da necessidade e importância de um treinamento para os funcionários e comprovou que pode gerar lucro a empresa. Falou de várias experiências que deram certo em muitas partes do país. Colocou em pauta o valor de um cliente, pois nunca devemos subestimá-los, deveras que deles tiramos nosso sustento. Exemplificou os tratamentos a serem seguidos aplicando dinâmicas com a platéia que participou com entusiasmo.

No momento final apresentou 10 (dez) tópicos nos quais profissionais devem ter cuidado no mercado do trabalho. Fez relação entre pessoa física e jurídica; mostrou que o sucesso, ou melhor, o show depende das duas partes. O segredo é ter concentração e descentralizar a função - passando o conhecimento e aproximação da perfeição.

Comentário:

Foi muito legal assistir aquele homem ser ouvido atentamente por centenas pessoas por quase duas horas. O bom humor e a inteligência de Willian cativaram todos os presentes (tirando elogios e aplausos). Valeu a pena sair de casa na noite de segunda-feira, com garoa e acompanhar tão produtiva palestra. A verdade é: “perdeu aquele que não foi”.

Lembrando:


Aplausos para a Agência de Desenvolvimento de São João Nepomuceno na pessoa de Geraldo Magela Rabello que insistentemente segue lutando para trazer o desenvolvimento para a nossa cidade. O evento foi organizado por essa ONG que desde 2001 presta vários serviços a favor de nossa comunidade com cursos, palestras e etc. O SEBRAE-MG e a UNIPAC-SJN foram parceiros do evento. A verdade é que perdeu aquele que não foi.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

"BELEZA NEGRA"


No último sábado, dia 21, a partir das 22hs, presenciamos o: 3º Beleza Negra, edição de 2009 - na quadra da ESACA.

Ao chegar pude apreciar uma belíssima decoração (passarela) pelo competente Américo Guazzi. A organização do evento foi da bela e jovem mulata, Iara Fonseca, também participante de nossos carnavais a frente das baterias da Esplendor do Morro e ESACA. Lembrando que no dia 20 tivemos o dia da Consciência Negra – brindado pelos modelos.

A apresentação foi de Everson Rezende e Iamara Fonseca, de forma brilhante e com muita elegância conduziram o desfile, identificando e saudando os modelos. Uma inovação foi a participação de crianças (4 a 12 anos de idade) na abertura. Com muito charme e delicadeza a “mulecada” arrasou no evento. Foram mãozinhas na cintura, piscadinhas de olhos e sorrisinhos...(risos)...muito bonitinhossss!

Vinte e uma moças e dezesseis rapazes competiram o cobiçado título daquela noite, e digo que foi difícil chegar num resultado, pois tratava de belíssimos participantes. O corpo de jurados foi composto pelos vereadores Dr Carlos Alberto dos Santos e Francisco Baptista de Oliveira, também a cabelereira Raquel Oliveira, o jornalista e ator Márcio Sabones, a modelo Ana Carolina (2º colocada na edição de 2008), e as brilhantes Wanda Machado e Maria Nassif.

O primeiro momento do desfile, os participantes em casais, apresentaram-se com roupas da noite (festa), além da beleza e o bom gosto na arte de vestir. O primeiro contato com a platéia - que lotou a quadra da verde rosa - foi empolgante. Aplausos, gritos e muita torcida para cada um deles. Na segunda parte, um desfile individual e traje de verão. Meninos com bermudas e sandálias e moças de saias e mini blusa.

Foi julgado: Desfile, Beleza e Simpatia. As notas de 5 a 10 pts e na soma total dos votos, o resultado, que foi dado às 2:30hs da madrugada. Antes de conhecer os vencedores, o DJ Ramon “botou pra quebrar” num estilo eclético – agradando a todos. Outra participação que chamou a atenção foi: “Os abusados”. O trio mexeu o esqueleto no palco e demonstrou que tem a “cinturinha de mola”(rsrsrs). A galera gostou e aplaudiu pra valer a performance dos garotos.

O prêmio simpatia foi escolhido pelos próprios participantes. As 21 moças elegeram Mateus Cândido e os 16 rapazes a linda Daiana Oliveira. O resultado final foi:


1º lugar: Renata Germano e Mateus Cândido

2º lugar: Daiana Oliveira e Jonatan Costa

3º lugar: Stephanie Costa e Milton Ladislau

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

A música e uma introdução histórica


Você já percebeu que não existe uma viva alma nesse planeta que não goste de música. A pessoa pode não gostar desse estilo ou aquele, mas sem dúvidas alguma coisa ela escuta.

Nosso texto vem falar da música, essa arte tão genial que o homem descobriu muito cedo e que é impraticável admitir sua ausência em nossas vidas. Estilos são diversos, varia de acordo com cada cultura.

No Brasil, por exemplo, país do futebol, mulher bonita e samba...ops...samba? Confesso que não tenho escutado muito samba na TV, no rádio e nos locais que freqüento. Poderíamos dizer país do funk, sertanejo, axé, forró...sei lá mais o que.

Até que sou uma pessoa eclética para os ritmos, mas tenho minhas preferências musicais. Passeando pelo tempo, na década de 50, quando Elvis Presley aparecia como um furacão nos Estados Unidos, o Rio de Janeiro assistia o nascimento da Bossa Nova e a conquista da nossa primeira Copa do Mundo na Suécia. Seresteiros como Nelson Gonçalves conquistavam corações nesse país e o nordestino Luis Gonzaga mostrava a verdade do sertão nordestino em seu baião.

Nos anos 60’, os meninos de Liverpool, “The Beatles”, surgiam no cenário fonográfico como a grande sensação do momento. Paul, Ringo, Lennon e George era a marca perfeita para vender e ganhar dinheiro. Em 1964, o Brasil abria a primeira página de um novo Estado (Ditadura Militar)... Muito se proibiu por aqui e muito apareceu também.

Coincidência ou não, a maior rede de televisão do país foi inaugurada por Roberto Marinho em 1965, e até hoje a Globo é indicada como defensora do regime militar e aliada aos mandos do governo atual. Tem aqueles que reclamam a emissora por ter um padrão menos crítico.

O cenário musical de nosso país apresentava três linhas:

Intelectual (Bossa Nova) – ouvida pela classe A, com canções que não comprometiam o regime. Músicas como Garota de Ipanema e Wave de Tom Jobim exaltavam o amor e a beleza da mulher carioca num cenário de plena maravilha. (O mundo maravilhoso e sonhador)

Popular (Jovem Guarda) – ouvida por todas as classes e sem comprometer o poder militar. Roberto e Erasmo Carlos, Vanúsia, Wanderléia, os Vips e outros promoviam programas televisivos que alienavam os jovens do país. O medo do regime era a juventude, e a Jovem Guarda tinha a missão de desviar suas atenções para a Festa de Arromba, o Cadilac e outras músicas. O estilo Beatles foi usado com os Fevers, Golden Boys e etc.

Protesto
: (Contra Cultura/Tropicália) – ouvida pelas classes estudantis e esquerdistas do país. Caetano, Gil, Chico Buarque, Geraldo Vandré e outros simbolizavam em sua música ácida o sentimento de resistência a Ditadura. Com a canção “Pra não dizer que falei das flores”, o cantor e compositor, Geraldo Vandré, desapareceu de cena (comenta-se ser queima de arquivo). A peça teatral “Roda viva” de Chico Buarque foi interrompida no Rio, com a entrada dos soldados do Exército no teatro e a prisão de todos. Muitos foram aqueles que deixaram o país para defender suas vidas.

Pra falar de música nesse país é obrigatório fazer esse comparativo da década de 60. Na seqüência, no final dessa década e início dos anos 70’ - o mundo assistia a guerra do Vietnã e todos pediam paz mundial. Com o fim da banda “The Beatles”, o cantor John Lennon tornou-se hippie (uma nova opção de vida que tem seu ápice na década de 70 após Woodstock-69). Com canções de paz e muitas mensagens, o Brasil não ficava para traz, pois apresentou um grande número de hippies também. Um novo grupo musical surge no início da década: “Secos e Molhados”. Na frente, a performance de Ney Matogrosso e sua turma num visual tanto quanto diferente. Cantavam “Rosa de Hiroshima, Fala, Sangue Latino” e demais canções de um único disco.

Por outro lado, abriam-se as portas para o brega. Odair José, Amado Batista e outros. O pensamento é: quando se fala de amor e traição, ninguém pensa na política e situação financeira, que começava a se agravar com a tal dívida externa. Nos EUA, a discoteca (Bee Gees, Kool and the Gang…) agitavam pra valer, como demostrado no filme Night Fever’s que revelou John Travolta no cinema. O Regime começava a perder as forças, e o país credibilidade devida suas contas atrasadas - começava o movimento das diretas e o retorno dos filhos dessa terra, que por anos ficaram longe. Surge um novo movimento musical nas Minas Gerais, o “Clube da Esquina” (Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes...) e o nordeste apresentava Alceu Valença, Zé Ramalho, Elba Ramalho, Fagner, Geraldo Azevedo entre outros grandes talentos. As rádios FM’s chegam no final da década, novidade e oportunidade de mostrar os trabalhos, pois tem um viés voltado a musicalidade, diferente das AM’s um viés narrativo. Conhecemos o som do Pink Floyd, Iron Maiden, Scorpions, James Brown e outros.

No foco, Ivan Lins, Caetano, Gil, Chico Buarque e jornalistas como Henfil – tornaram-se símbolos obrigatórios em discursos nas praças públicas e manifestos - contra a ditadura. Os militares não esboçavam mais aquela censura e os anos 80’ começa como uma nova fase para a cultura brasileira. Em Brasília, três bandas: Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude – canções que mexiam com o povo (Que país é esse?/ Música Urbana / Até quando esperar?). Em São Paulo: Titãs (Bichos escrotos) e Ira (Dias de Luta), Rio: Barão Vermelho e Cazuza: (Burguesia, Ideologia) e RPM (Revoluções por Minuto), em Porto Alegre: Engenheiros do Hawai (Exército de um homem só). Enquanto isso, Michael Jackson arrasava nos EUA em 1983 com o álbum Thriller, além de Madonna, Cindy Lauper, Queen, A-HA, Dire Straits e muito mais. Todo mundo corria nas lojas para comprar o seu vinil e o k7, o Rock Nacional entra em cena e domina as rádios FM’s. O “Rei” Roberto Carlos começa uma fase romântica em sua carreira.

Em 1989, Fernando Collor é o primeiro presidente eleito pelo voto direto após a Ditadura. A tendência musical é o sertanejo (Chitãozinho & Xororó, João Mineiro e Marciano, Leandro e Leonardo, Zezé di Camargo e Luciano). Várias bandas do rock nacional desaparecem (Ex: Capital Inicial, Ira, Ultraje a rigor...). Outro ritmo que domina as rádios e festas é o axé baiano (Daniela Mercury, Chiclete com Banana, Banda Mel, Netinho e troop). O canal de TV MTV chega ao país, com programas musicais que exibem clipes e tendências da música internacional e nacional. Os anos 90’ apresentaram a verdadeira “mistureba” musical, valia tudo, até as marmotas de Falcão (Ai, minha mãe!) e a Florentina do Tiririca que descolaram por várias vezes o primeiro lugar nas emissoras de rádio do Brasil.

Ia esquecendo, o surgimento dos CD’s modificou todo o mercado fonográfico. Torna-se mais prático e barato gravar um disco e de outro lado caem as vendas, a pirataria entra em ação.

A tecnologia em alta, os estilos musicais vão se modificando até o surgimento dos Dances, Trances, Rap e etc. As discotecas ficam lotadas com os fãs de Double You, Shakira, Backstreet Boys, DJ Bobo e etc. Anos 90’, rolou de tudo... no pop rock surge o Skank, Cidade Negra, Jota Quest, Rappa, Pato Fú e Los Hermanos. De outro lado, Claudinho & Buchecha e o Furacão 2000 davam um ponta pé glamuroso para o crescimento e aceitação do funk no país. Na capital paulista, o rap dos racionais MC’s movimentaram as comunidades e o pagode de Exaltasamba, Negritude Jr, Art Popular entre outros traziam uma nova sensação romântica no estilo musical. Nessa década tivemos o início da bundalização da música; Ex: Grupo É o tchan! Carla Peres e Scheila Carvalho formavam o fetiche sexual mais apreciado pelos homens; com short’s curtinhos e um corpão pra deixar até presidente da República babando, as gatas esfregavam o “popozão” nas telinhas da TV e era só alegria, duvido se alguém notava na letra musical...(risosss).

Atualmente, falar de música exige um conceito e conhecimento geral, são diversos os estilos. Ouso em perguntar ao amigo leitor em qual fase musical vivemos? Imagine que até flashbacks rolam em grandes festas, como exemplo, a Ploc – que baseia nos sons infantis dos anos 80 (Xuxa, Paquitas, Trem da alegria e etc) e bandas retornam ao cenário regravando sucessos antigos em versões acústicas (MTV e Sony Music). No ramo do samba...ah! você se lembra quando eu disse Brasil – país do samba?; então... honrando as tradições do ritmo: Zeca Pagodinho e deixa a vida me levar. Devemos tirar o chapéu para o furacão Ivete Sangalo no axé, que levanta a poeira com a galera. O Rio apresenta a suave voz de Vanessa da Matta, ai, ai, ai, ai, ai, ai... No Pará, conhecemos o som da Banda Calypso, um ritmo frenético e muito apreciado pela moçada em 2005, chegaram a ganhar prêmios.

As festas mais cobiçadas pela moçada hoje são os bailes funk e raves. A última ser citada tem um cardápio longo, com duração que passa de 24 horas. Trata de um som eletrônico, muito barulho e batidas eletrizantes. Os israelenses dominam o mercado com os melhores DJ’s. O que não é bacana nesses eventos é o uso irresponsável de drogas (ecstasy – balinhas). Acompanhando os jornais, presenciamos vários problemas nessas manifestações (overdoses, incômodo com vizinhos e etc). Falando em festa, e o carnaval? Atenção para as músicas mais tocadas: os funk’s - Créu, vai Lacraia, Eguinha Pocotó, Bonde do Tigrão...nussss...antes tínhamos os sambas de enredo do Rio, que segundo os mais entendidos não fazem mais sambas como antigamente.

Ser músico hoje é o sonho de várias pessoas, existem programas na TV que caçam esses talentos como: FAMA, Ídolos, Garagem do Faustão e etc. Mas a concorrência é grande, porque em meio a vários estilos é até difícil saber o que o povo quer.

Daí pergunta a você querido(a) leitor(a): - Imaginem daqui 10 anos, o qeu vai rolar? Só vivendo pra saber...
Abraços

sábado, 14 de novembro de 2009

"PARTICIPAR DE UM REALLITY SHOW"

Não fui um dos participantes do reallity show da Rádio Difusora”Desafio na Colina” que aconteceu no último mês de outubro em Nepopó City, mas fui convidado e aceitei ser o apresentador/âncora. De início, confesso que fiquei inseguro sobre o evento, pois tratava de um perfil inédito deste tipo de programa.

Conhecemos os formatos da Rede Globo, Rede Record e SBT que respectivamente apresentaram na TV o BBB / No Limite, A fazenda e a Casa dos Artistas. Trata de algumas pessoas selecionadas pela produção - ficando confinadas em um determinado espaço e tempo.

A frente desta rádio, o casal Isaias Sporch de Freitas e Dulcinéia, os corajosos de cometer essa loucura, dito por todos - e mais maluca ainda a diretora do evento, a filha mais nova do casal, Gabrielle Detoni de Freitas. Pra completar essa doideira, nada mais, nada menos do que eu (risos), Sr Márcio Sabones e Luis Carlos Dutra (dois lunáticos..rsrs). No primeiro parágrafo citei minha insegurança, mas... a curiosidade e oportunidade de participar de algo inusitado fez com que eu aceitasse subir nessa “canoa que não estava furada”.

Durante os 23 dias de confinamento, na posição de produção, as coisas eram mais fáceis. Tinha acesso a TV, internet, rádio, almoço, janta, café da manhã e da tarde, cervejinha nas horas vagas, contato com o mundo e aos fins de semana minha mãe e minha filha Mylena fizeram visitas juntamente com minha tia Marta e prima Bebel, excelente renovador de energias, porque as saudades são grandes.

A cada dia um novo aprendizado, não se tratava somente de apresentar um programa de rádio, mas uma liçao de vida. Quando a produção da Difusora escolheu os 16 participantes do desafio, ela reduziu a sociedade nessas pessoas. Ali, representavam os artistas, donas de casa, servidores públicos, pais, mães, filhos, avós, netos, ou seja...tudo.

Eles tinham de racionar comida (: arroz, macarrão, batata, mandioca...meu Deus!...e peixe – a pesca era permitida) , água, produtos de limpeza(sabão) e higiene (sabontete, pasta de dentes, shampoo e desodorante). Mais do que nunca, o difícil era aceitar a decisão da maioria (encurralamento , votação e eliminação) e correr riscos por todos os instantes (provas, casinha da verdade e comentários no ar).

Aprendi que não adianta querer ser o mais forte ou o mais inteligente, é necessário ser equilibrado, tranquilo e saber decidir e liderar. O jogo da Colina que pode ser passado para o jogo da vida é uma escola que nem todos tiram diplomas, mas que com certeza sentem na pele uma decisão errada e equivocada.

Pode não parecer, mas somos assistidos a todo instante, seja pela família, os amigos, desconhecidos e até mesmo por si próprio. Quem nunca fez algo e depois pensou: - Isso foi errado! Acontece, mas na Colina, quando isso acontecia era fatal – era arrumar as malinhas e voltar pra casa. Até a grande final do dia 31 de outubro de 2009, “esbarramos” em pessoas carinhosas, carentes, agitadas, calmas, inteligentes, tolas, narcisistas, humildes, tímidos, comunicativas, líderes, manipuladoras, jogadoras, perdidas, brincalhonas, românticas e até mesmo emotivas. O mais importante foi a mudança de comportamento positivo para todos.

Lá dentro, encontrei com alguém comum: o sonhador. “O homem que pára de sonhar, pára de viver.” Acredito que todo o tempo em que passamos por lá, foi um momento para reflexão da vida, voltar a primeira página do livro de nossa existência e reler. Eu, particularmente li capítulos felizes e tristes, comecei a observar que as vezes em nossas vidas devemos parar por um instante e rever nossos conceitos.

Observei o quanto eu precisava ir à Colina, não pelo dinheiro e sim colocar em ordem algumas coisas que o trabalho, o estudo não permitem que façamos - nem mesmo a hora do almoço, porque é o momento de comer e tirar aquele cochilo de meia hora.

Aprendi que todos os dias podemos estar num encurralamento, mas o que puder fazer para evitá-lo...(risosss)...com certeza farei.

A você amigo leitor, obrigado por nos acompanhar e dar a oportunidade de um papo tão gostoso nesse espaço.

Bom dia!

Márcio Sabones – 14/11/09

terça-feira, 3 de novembro de 2009

"LUIZÃO É O GRANDE VENCEDOR DO DESAFIO NA COLINA"

O sãojoanense Luizão, ex membro da equipe laranja é o grande vencedor do Desafio na Colina - o programa de rádio da Difusora AM que teve início no dia 9 de outubro e chegou ao seu final no 31 último.

O rapaz teve 47,3% dos votos, vencendo as rochedenses Rosanea com 26,6 e Paola com 26,1%. Com a vitória faturou quase R$ 4.500,00 em prêmios, a segunda colocada R$ 500,00 e a terceira R$ 300,00.

O "Deus da raça", apelido dado por mim, ganhou o coração da maioria dos ouvintes com sua garra, simplicidade, sinceridade e emoção.Parabéns ao Luizão e a todos os participantes do programa, não se esquecendo da produção, seguranças, cozinheiras, enfermeiras, motoristas, site, ao pessoal do bar e familiares.

A equipe do Programa:

Direção: Gabrielle de Freitas
Apresentador (Âncora): Márcio Sabones
Co-apresentador: Luis Carlos Dutra
Diretor-presidente emissora: Isaias Sporch de Freitas
Vice-diretora: Dulcinéia Detoni de Freitas
Apoio: Felipe
Seguranças: Jorjão, Celinho, Marcelo, Dair.
Enfermeiras: Karina (diurno) e Irlene (noturno)
Site: SJONLINE (Salette Garcia e Fernando Motta)
Técnico Informática: Einstein Mitraut
Bar: Edinho e João
Cozinheiras: Dos Anjos e Graça

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

“O DESAFIO NA COLINA, A GRANDE FINAL”



Na manhã de sexta-feira, dia 30, conhecemos o terceiro finalista do jogo. Paola e Rosanea já estavam classificadas na final e Luizão, após vencer Juninho no encurralamento, formou o trio finalista.

Vence o desafio aquele que obter o maior número de votos no rádio e internet. O público decide e no sábado a partir das 10hs da manhã, ao vivo do estúdio da Rádio Difusora, conheceremos o(a) grande vencedor do game.

Paola, 25 anos, casada, três filhos, dona de casa e reside em Rochedo de Minas. Caso vença, deseja colocar piso em sua casa e aumentar o conforto da família.

Luizão, 27 anos, solteiro-namorando, funcionário público e residente em São João Nepomuceno. Vencendo, quitará algumas dívidas e organizar noivado.

Rosanea, 30 anos, solteira, desempregada e residente em Rochedo de Minas. Caso seja a vencedora, usará o dinheiro para um tratamento de saúde de seu filho de 7 anos de idade.

Vote no tel: (32) 3261 1344 ou no site www.sjonline.com.br

"“JUNINHO É ELIMINADO NO ÚLTIMO ENCURRALAMENTO DO DESAFIO NA COLINA”



O décimo terceiro eliminado da colina foi o desafiante Juninho. A disputa teve uma diferença de 17,10% - derrotado pelo Luizão, que é o único jogador a vencer três encurralamento.

Agora três jogadores permanecem no game: Paola, Rosanea e Luizão. Um deles será o grande vencedor(a) do Desafio na Colina.

VOTOS PELO RÁDIO:
LUIZÃO: 41,78%
JUNINHO: 58,22%
DIFERENÇA: 16,44%

VOTOS PELA INTERNET:
LUIZÃO: 41,12%
JUNINHO: 58,88%
DIFERENÇA: 17,76%

TOTAL:
LUIZÃO: 41,45%
JUNINHO: 58,88%
DIFERENÇA: 17,10%

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

"PROVA DOS CONHECIMENTOS GERAIS E ÚLTIMO ENCURRALAMENTO"

No jogo, quatro jogadores: Rosanea, Luizão, Paola e Juninho. Sentados a mesa para a última prova do game, a prova dos conhecimentos gerais.

Vinte perguntas com três opções de respostas (letras a, b, c) eram dadas aos desafiantes e aquele que mais pontos somar ao final -fica intocável e escolhe um dos participantes para o encurralamento.

A pontuação ficou Paola com 16 acertos, Luizão 12, Juninho 9 e Rosanea 7. A rochedense Paola ganhou a intocabilidade e apontou Luizão para o encurralamento de amanhã. Assim, Luizão teve de escolher seu parceiro encurralado entre Rosanea e Juninho.

O último encurralamento do Desafio na Colina é entre: Luizão e Juninho. Votos pelo telefone (32) 3261 1344 e no site www.sjonline.com.br

"ISRAEL FOI ELIMINADO DO DESAFIO NA COLINA NESTA QUINTA"



O desafiante e artista Israel foi o décimo segundo jogador a deixar a colina. Depois de uma votação folgada a favor de seu adversário, Juninho, o quadro de participantes ficou reduzido a quatro pessoas.

A segunda maior diferença no encurralamento (17,82%). Juninho segue vivo e participa da última prova eliminatória do Desafio.

VOTOS NO RÁDIO:

ISRAEL: 68,17%
JUNINHO: 31,83%
DIFERENÇA: 36,34 (maior diferença no rádio até aqui)

VOTOS INTERNET:

ISRAEL: 49,65%
JUNINHO: 50,35%
DIFERENÇA: 0,7% (menor diferença na internet até aqui)

TOTAL:

ISRAEL: 58,91%
JUNINHO: 41,09%
DIFERENÇA: 17,82%

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

"PROVA DA MEMÓRIA E ENCURRALAMENTO 12"

Quando a notícia da eliminação do desafiante Rodrigo foi dada pelo apresentador Márcio Sabones, todos os participantes abraçaram emocionados o 11 eliminado da colina.

Em seguida, uma nova prova eliminatória colocou os desafiantes de frente. Desta vez, uma prova de memória, com 59 pares numéricos e os participantes viravam as fichas procurando seus pares.

Aquele que conseguir virar o maior número – ganha a intocabilidade. A pontuação foi: 1 – Luizão (25 pares); 2 – Juninho (12); 3 – Paola (11); 4 – Israel (5); 5 – Rosanea (4).

Luizão ficou intocável e comemorou muito ao final da prova. Os desafiantes foram a casinha da verdade e lá citaram três pessoas: Israel e Juninho (2 votos) e Paola (1 voto).

O novo encurralamento trás dois novatos: Israel e Juninho. Votos pelo tel: 3261 1344 ou no site www.sjonline.com.br

"O CANTOR RODRIGO É VENCIDO E SAI DA COLINA"


O cantor Rodrigo, um dos favoritos do Desafio na colina é derrotado no encurralamento pela dona de casa Paola, de Rochedo de Minas com uma diferença de 13,26%.

A manhã de quarta foi repleta de fortes emoções no resultado. A verdade que dois grandes desafiantes ficaram frente a frente neste duelo.

VOTOS PELO RÁDIO:

PAOLA: 46,00%
RODRIGO: 54,00%
DIFERENÇA: 8,0%

VOTOS PELA INTERNET:

PAOLA: 40,75%
RODRIGO: 59,25%
DIFERENÇA: 18,50%

TOTAL:

PAOLA: 43,37%
RODRIGO: 56,63%
DIFERENÇA: 13,26%

A partir de agora, somente cinco desafiantes continuam no jogo: Luizão, Paola, Rosanea, Israel e Juninho.

"PROVA DO PERFIL E ENCURRALAMENTO 11"

Após eliminação do desafiante João Hebert, começou uma nova prova eliminatória do “Desafio na Colina”- a prova do perfil.

Seis participantes disputam a intocabilidade: Israel, Rodrigo, Rosanea, Luizão, Paola e Juninho. No jogo, pergunats para os participantes como: quem é o jogador mais traiçoeiro e nervoso. Eles respondiam separadamente e os votos coincidentes chegavam a final.

Na primeira rodada, Luizão e Rosanea foram eliminados e depois foi a vez de Rodrigo e Isarel saírem. O desempate entre Juninho e Paola foi decidido pelo número de citações em que cada um recebeu nas cédulas do jogo.

Juninho vence e mais uma vez fica intocável. Na casinha da verdade, empate com três pessoas: Paola, Luizão e Rodrigo (todos com 2 votos).

O intocável foi acionado e teve de escolher qual desafiante já estaria encurralado (Rodrigo) e os outros cinco participantes retornariam a casinha e novamente davam seus votos. A escolhida foi Paola com 4 x 1.

Rodrigo e Paola são os encurralados do dia. Vote pelo tel (32) 3261 1344 ou pelo site www.difusora.com.br

"JOÃO HEBERT FOI DERROTADO E SAI DA COLINA"


O desafiante João Hebert foi derrotado no décimo encurralamento pelo cantor Rodrigo e deixa o jogo.

Uma disputa acirrada, os dois ficaram frente a frente para os votos e numa diferença de 9,4% - Rodrigo continua vivo no game.

VOTOS PELO RÁDIO:

JOÃO HEBERT: 51,2%
RODRIGO: 48,8%
DIFERENÇA: 2,4%

VOTOS PELA INTERNET:
JOÃO HEBERT: 58,19%
RODRIGO: 41,81%
DIFERENÇA: 16,38%

TOTAL:
JOÃO HEBERT: 54,70%
RODRIGO: 45,30%
DIFERENÇA: 9,4%

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

"PROVA DOS DARDOS E ENCURRALAMENTO 10"

Após a eliminação do Leandro Baby, os desafiantes enfrentaram mais uma prova de caráter eliminatório.

A prova dos dardos. Dezenas de balões foram afixados num varal e os desafiantes ficaram numa distância de 4 metros lançando dardos para estourá-los. Em cada um deles, um pequeno papel com um número que poderia ser de 1 a 10 ou -1 a -10.

Vence aquele que somar o maior número de pontos, e Juninho foi quem conseguiu a marca de 14pts, recebendo a intocabilidade. O azar estourou nas mãos de João Hebert que teve saldo de -8pts e automaticamente indo para o encurralamento.

Os desafiantes foram para a casinha da verdade e mais um participante enfrentaria o terror do encurralamento. Um empate na casinha: Paola (3), Rodrigo (3) e Rosanea (1). Juninho, o intocável teve de optar e mandou Rodrigo para o encurralamento.

Votos pelo tel; (32) 3261 1344 e no site www.sjonline.com.br

"LEANDRO BABY É ELIMMINADO DA COLINA"


O desafiante Leandro Baby perde na votação do 9 encurralamento para a rochedense Paola, numa diferença de 22,22% - a maior até então do jogo.

O jogo vai afunilando e agora são 7 desafiantes: João Hebert, Juninho, Paola, Rosanea, Israel, Rodrigo e Luizão.

DADOS DA VOTAÇÃO:

VOTOS PELO RÁDIO:
PAOLA: 42,37%
LEANDRO: 57,63%
DIFERENÇA: 15,26%

VOTOS PELA INTERNET:
PAOLA: 35,40%
LEANDRO: 64,60%
DIFERENÇA: 29,20%

TOTAL:
PAOLA: 38,89%
LEANDRO: 61,11%
DIFERENÇA: 22,22%

"PROVA DO GIRO E ENCURRALAMENTO 9"

Na tarde de domingo, aconteceu a prova do giro. Todos os participantes tinham de dar 10 giros sobre um bambu que ficava colocado na testa e olhando para o solo giravam.

Eles saiam tontos e desgovernados, tirando risadas dos participantes, produção e platéia. Ao iniciar, todos tiravam uma numeração de 1 a 8, que registrava a saída de cada. Mas a surpresa é que aquele que retirasse o número 2 ficaria intocável.

Luizão deu sorte e tirou o número da sorte. Os desafiantes foram para a casinha da verdade e lá Paola e Leandro Baby foram eleitos para o encurralamento. A decisão é dos ouvintes e internautas, dando seu voto para quem eles querem que saia da colina.

Vote no (32) 3261 1344 e no site www.sjonline.com.br

sábado, 24 de outubro de 2009

"PROVA DO PEGUEI O PORCO"

A tarde de sábado aconteceu a Prova do "Peguei o Porco". Uma prova que os desafiantes tinham de pegar um porco solto no pasto acima. Muita correria e dribles do bichano na prova de caráter premiação.

No fim, quem conseguiu a façanha foi o desafiante Rodrigo e assim conseguiu a salvação do encurralamento. Ele ficou isento de eliminação e não precisa disputar a prova eliminatória de amanhã.

Rodrigo somente assistirá a prova e aquele que vencer também fica fora de risco de eliminação. Os outros seis desafiantes ficam na espera de um novo encurralamento.

"TATY GIRL É ELIMINADA DA COLINA"



A Taty girl foi a próxima eliminada do Desafio na Colina na manhã deste sábado, dia 24.

Após um apertado encurralamento com João Hebert a gata foi eliminada por 2,26%. A disputa mais acirrada do jogo até então.

OS VOTOS PELO RÁDIO:

TATY 53,98%
JOÃO HEBERT: 46,02%
DIFERENÇA: 7,96%

OS VOTOS PELA INTERNET:

TATY: 48,28%
JOÃO HEBERT: 51,72%
DIFERENÇA: 3,44%

TOTAL:

TATY: 51,13%
JOÃO HEBERT: 48,87%
DIFERENÇA: 2,26%

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

"PROVA DO CIRCUITO E ENCURRALAMENTO 8"

Após a eliminação da tia Cléia, aconteceu mais uma prova eliminatória do Desafio na Colina. Desta vez, uma prova que requer velocidade, raciocínio e memória.

Na prova do circuito, patrocinada pela L`aqua di Fiori, os desafiantes tinham de passar por obstáculos, correr e decorar essa expressão algébrica: 3 + 7 – 2 + 1 + 5 + 8 – 4 – 9 = 9, que estava afixada atrás do curral. Depois voltar pelo mesmo percurso e escrever num papel.

Aquele que primeiro escrever vence a prova. Quem conseguiu a façanha foi Rodrigo e conseguiu a intocabilidade na “casinha da verdade”.

Na casinha a equipe verde votou e três pessoas foram citadas: João Hebert (4), Taty (3) e Juninho (2). O encurralamento 8 será entre João Hebert (ex azul) e Taty (ex laranja).

"TIA CLÉIA É A NOVA ELIMINADA DA COLINA"



Na manhã de sexta, dia 23, conhecemos mais uma eliminada do “Desafio na colina”. A simpática Tia Cléia deixa o jogo com diferença de 18,8% do seu rival, Luizão, no encurralamento.

Os ouvintes e internautas deram seus votos e numa disputa acirrada, decidiram quem fica na Colina. Tia Cléia sai do game com cabeça erguida e certeza de ter feito uma excelente participação.

Emoções a parte, o jogo continua com nove participantes - que se enfrentam na prova do Circuito, valendo intocabilidade e encurralamento.

VOTOS NO RÁDIO

CLÉIA: 59,38%
LUIZÃO: 40,62%
DIFERENÇA: 18,76%

VOTOS PELA INTERNET

CLÉIA: 59,42%
LUIZÃO: 40,58%
DIFERENÇA: 18,84%

TOTAL

CLÉIA: 59,40%
LUIZÃO: 40,60%
DIFERENÇA: 18,80%

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

"PROVA DO QUADRADO E ENCURRALAMENTO 7"

Assim que formou o grupo verde tivemos a primeira prova eliminatório-individual. Foi montado um tabuleiro com 32 casas e 14 números destacados com surpresas . Pisando nos números o jogador poderia avançar, recuar, ser eliminado, eliminar alguém, repor um jogador e etc.

A vencedora da prova foi a Paola e assim conseguiu a intocabilidade para a casinha da verdade. O grupo verde em votação elegeu Cléia e Luizão para o encurralamento. Luizão teve 4 votos, Cléia (3), João Hebert (2) e Rosanea (1).

Amanhã outro jogador sai da colina. Você pode votar no telefone da Difusora (32) 3261 1344 ou no site www.sjonline.com.br

"NEM AZUL E NEM LARANJA, AGORA É VERDE"



Um novo tempo no Desafio na colina. Após a eliminaçãoo do Kaique foi anunciado um novo modelo ao jogo. Agora não existe equipe azul e laranja, e sim um grupo, o verde!

Seis homens e quatro mulheres ficam na disputa de mais de R$ 4.000,00 em prêmios. São eles: Cléia, Paola, João Hebert e Juninho (antiga equipe azul) e Tati, Rosanea, Rodrigo, Leandro (baby), Israel e Luizão (antiga laranja).

Desta vez as disputas serão de caráter eliminatório e individual.

"KAIQUE É O SEXTO ELIMINADO DA COLINA"



Na disputa de dois grandes guerreiros da Colina, Luizão elimina Kaique no encurralamento numa diferença de 17,6%. “o Deus da raça” como já é chamado pelos participantes do programa continua na disputa do grande prêmio que já passa dos R$ 4.000,00 em prêmios.

Kaique, guerreiro, vibrante e dono de uma resistência física excelente deixa o jogo com a consciência de dever cumprido. Para o eliminado, sua saída foi uma estratégia da equipe, pois Luizão é um dos favoritos ao título da colina, assim como era ele.

Votos na Internet:
CAIQUE: 52,07%
LUIZÃO: 47,93%
DIFERENÇA: 4,14%

Votos no Rádio:
CAIQUE: 65,53%
LUIZÃO: 34,47%
DIFERENÇA: 31,06%

TOTAL:
CAIQUE: 58,80%
LUIZÃO: 41,20%
DIFERENÇA: 17,60%

Em entrevista com o eliminado, revela que algumas pessoas da equipe azul está usando estratégia e jogo sujo. Israel foi o alvo das palavras do eliminado.

"PROVA DAS PERGUNTAS E ENCURRALAMENTO 6"

Após eliminação da Cláudia do Desafio na Colina, os membros da equipe azul e laranja enfrentaram mais um prova eliminatória, desta vez a prova das perguntas.

A sorte foi peça chave para a vitória. Foram feitas 25 afirmações que as equipes respondiam: verdade ou mentira. O detalhe é que as perguntas vinham de fatos ocorridos do dia 9 de outubro em diante, data em que iniciaram no desafio. Portanto, nenhum dos competidores tinham certeza das respostas – lembrando que eles não tem acesso a TV, rádio, celulares e qualquer outra mídia.

A equipe azul venceu com 13 acertos e a laranja foi para a votação na casinha da verdade, pois conseguiu somente 9 acertos. Os desafiantes Leandro (baby) e Israel ficaram imunes a eliminação por usar em 48 horas um chapéu cone.

Na casinha, a equipe encurralou Kaique e Luizão.

"CLÁUDIA DEIXA A COLINA"



A representante de Descoberto, Cláudia ,foi a próxima pessoa a deixar a Colina na manhã de quarta-feira.

Ela enfrentou no encurralamento o sãojoanense João Hebert, que trabalha na Secretaria de Agricultura de SJN. Era o seu terceiro encurralamento e por 3,6% foi eliminada.

Dados da votação:

VOTOS PELA RÁDIO

CLÁUDIA 64,2%
JOÃO HEBERT 35,8%
DIFERENÇA 28,4%

VOTOS PELA INTERNET

CLAUDIA 39,4%
JOÃO HEBERT 60,60%
DIFERENÇA 21,2%

TOTAL

CLÁUDIA 51,8%
JOÃO HEBERT 48,2%
DIFERENÇA 3,6%

terça-feira, 20 de outubro de 2009

"PROVA DO OVO NA COLHER E ENCURRALAMENTO 5"



As equipes (azul e laranja) se enfrentaram em mais uma prova eliminatória, a do ovo na colher. É igual aquelas em que brincávamos na infância – com o objetivo de carregar ovo na colher e passar pelo percusso (um quadrado de mais ou menos 24m²) e passá-lo para o próximo companheiro de equipe, sem deixar que caia no chão.

A equipe laranja usou os seus sete componentes e o azul que tinha apenas cinco, teve de usar por duas vezes os jogadores Juninho e João Hebert. Os participantes tinham o tempo de 60 segundos para dar a volta no quadrado.

A pontuação era atingida pelo tempo gasto; exemplo: o jogador completa o percurso em 40 segundos (20 segundos antes de zerar o cronometro), portanto a equipe soma 20 pontos.
A equipe laranja venceu a prova por nove pontos (118 x 109) e fugiu mais uma vez do encurralamento.

A equipe azul foi para a casinha da verdade - Cláudia e João Hebert vão para a vtação popular e um deles deixa a colina amanhã. É a terceira vez que Cláudia vai ao encurralamento e primeira do João.

Você pode votar no telefone (32) 3261 1344 e no site www.difusorasjn.com.br.

Fotos e vídeos: www.sjonline.com.br

JOÃO CARLOS SAI DA COLINA"



Na manhã de terça-feira, mais uma pessoa foi eliminada do “Desafio na Colina” da rádio Difusora. Quem deixou o game foi o jovem sãojoanense - João Carlos da equipe azul.

Já são 11 dias de confinamento no sítio colina da esperança (Cachoeira – Descoberto), e aos poucos os participantes são eliminados até que um deles conquiste o título de campeão e reembolse quase R$ 4.000,00 em prêmios. (R$ 2.500,00 em dinheiro, um Box blindex para banheiro de 1,30m², uma jóia de ouro, um vale compras da Bia Faschion no valor de R$ 250,00 e um curso de informática no Cultura Já).

João Carlos e Cláudia formaram o quarto encurralamento do jogo e com uma diferença de 28,19%, a descobertense conseguiu a permanência no desafio.

DADOS DA VOTAÇÃO:
(Pergunta: Quem vc quer eliminar do Desafio na Colina?)

VOTOS PELO TELEFONE (RÁDIO)
CLÁUDIA: 47,15%
JOÃO CARLOS: 52,85%
DIFERENÇA: 5,7%

VOTOS PELA INTERNET:
CLÁUDIA: 34,15%
JOÃO CARLOS: 63,85%
DIFERENÇA: 29,7%

TOTAL:
CLÁUDIA: 35,90%
JOÃO CARLOS: 64,10%
DIFERENÇA: 28.12

João Carlos deixa o jogo e em seguida acontece mais uma prova de caráter eliminatório na Colina.

"De mãos dadas"

As equipes azul e laranja com a produção do programa Desafio na Colina deram as mãos e participaram de um culto religioso na sala da casa sede.

Muitos cantos, oração e emoção na noite de segunda-feira. O desafiante da equipe laranja, leandro (Baby) passou com belíssimas palavras o amor a Cristo. Presente no local, posso dizer que fiquei hiper emocionado e feliz.

Foi uma pausa para o jogo que valeu a pena! Todos os participantes participaram com muita fé. Queria parabenizar a organização pela sensibilidade e ao Leandro por tudo aquilo que disse - confortando nossos corações

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

"PROVA DE ESTOURAR BALÕES E ENCURRALAMENTO 4"



Na manhã de segunda-feira, aconteceu na colina a prova de estourar balões (Eu te elimino). A sorte era componente necessário para vencer.

Trinta balões com papéis dentro eram estourados pelos treze participantes do desafio (6 da equipe azul e 7 laranja) – que aleatoriamente estouravam. Apenas em doze encontrava escrito “ELIMINAR UM PARTICIPANTE”, que dava o direito ao participante eliminar um membro da equipe adversária.

Vence a equipe que elimina todos os adversários. E quem conseguiu foi o laranja – eliminando seis azuis e sofrendo baixa de três de seus desafiantes. Uma outra rodada aconteceu para a equipe azul (derrotados), onde cada participante tirou uma bexiga para estourar. Desta vez, foi definido um chefe e um encurralado.

Cléia deu sorte e tirou o papel de chefe e ficou isenta de eliminação, mas João Carlos não deu a mesma sorte, abrindo o papel de encurralado.

Em seguida, todos votaram na casinha da verdade e em grupo, segundo Cléia, elegeram Cláudia. Por 5x1 Cláudia vai para o encurralamento e João Hebert salvo.

O público (ouvintes e internautas) vota para quem eles querem que saia da colina. Votos pelo telefone (32) 3261 1344 ou no site www.difusorasjn.com.br.

Fotos e videos: www.sjonline.com.br

"FESTA PARA OS DESAFIANTES"


Na noite de domingo aconteceu uma mega festa para os participantes do Desafio na Colina. A organização e realização foi do Papagaio Materiais de Construção na pessoa de Bernadete.

Eles capricharam na comida, bebida e música (com o DJ Bam Bam Bam no comando). Rolou flashback, forró e funk. A turma ganhou uma canequinha personalizada para chopp e divertiu muito até 1 hs da madrugada no sítio Colina da esperança.

O site www.sjonline.com.br fez toda a cobertura do evento. A festa foi um Pitt stop para a tensão do jogo e aprovadíssima por todos.

domingo, 18 de outubro de 2009

"PROVA DO SABONETE"



No domingo, acompanhamos a prova do sabonete. Uma prova de premiação. As equipes (azul e laranja) ficaram frente a frente no embate de pegar o maior número de sabonetes que estavam no fundo da piscina.

Um número de 50 sabonetinhos estavam na piscina do sítio e os desafiantes tiveram de se virar para apanhá-los e arremessar num cesto que ficava um metro da borda.

Para cada rodada os desafiantes tinham o tempo de 5 minutos para apanhar o maior número possível. Etapas individuais e duplas aconteceram. A equipe laranja foi vencedora com 147 sabonetes resgatados enquanto o azul 118.

Os laranjas ganharam um vale compra de R$ 50,00 e prestobarba, creme de barbear e xampu. A noite teremos uma festa organizada pela amiga empresária Bernadete e todos os participantes terão a oportunidade de comer, beber e dança a vontade.

"PROVA DO QUEBRA CABEÇA"



Nesse sábado aconteceu uma prova de premiação para os desafiantes da colina. A prova do quebra-cabeça.

Um quebra cabeça da “bela e a fera” de 80 peças foi colocado na mesa – desmontado e embaralhado. Os competidores não tinham conhecimento da imagem, dificultando muito a montagem.

Engraçado é que fui o responsável pela narração deste evento, acredito ser a primeira vez narrada em rádio na história (risos). Imagens no site www.sjonline.com.br

Dois grupos foram formados por equipe. No laranja o Grupo 1 foi formado por Luizão, Israel, Rosanea e Leandro (Baby). Já o segundo por Kaic, Tati e Rodrigo. No azul o primeiro grupo foi Cléia, Cláudia e João Hebert e o segundo João Carlos, Juninho e Paola.

Vence a equipe que somar o menor tempo: (kit completo de higiene e 4 fardos de cerveja lata – com 15 latas em cada). E a equipe laranja saiu vitoriosa.

Tempo:

Equipe Laranja:
Grupo 1: 20:34 min
Grupo 2: 11:47 min
Total: 32:21 min

Equipe Azul:
Grupo 1: 23:22 min
Grupo 2: 17:06 min
Total: 40:28 min

Após o resultado, a equipe laranja convidou os adversários para compartilhar a cerveja. Uma festinha bacana com muita música e risos aconteceu até ás 21:30hs.

sábado, 17 de outubro de 2009

FEIJÃO foi eliminado do "Desafio na Colina"



“Momento de fortes emoções é o anúncio dos eliminados do “Desafio na Colina”. Neste sábado pela manhã, conhecemos o novo eliminado: Paulo César (Feijão). A figura carismática da equipe azul deixa o jogo por uma pequena diferença de 5,72%.

Ele deixa de “coração partido” a participante da equipe laranja, Rosanea - ambos protagonizaram o par romântico do programa. Feijão volta pra casa com a certeza de dever cumprido.

“Foi uma das melhores coisas que aconteceu na minha vida, fiz novos amigos e sou muito conhecido agora”- palavras do desafiante eliminado.

Veja os números das votações:

Para quem você vota para deixar a Colina?

VOTOS DO RÁDIO:
CLÉIA: 57,72%
FEIJÃO: 42,28%

VOTOS DA INTERNET:
CLÉIA: 36,57%
FEIJÃO: 63,43%

TOTAL:
CLÉIA: 47,14%
FEIJÃO: 52,86%

DIFERENÇA: 5,72%

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

"Equipe Laranja vence prova da Gaiola"



Até agora a prova mais difícil do Desafio na Colina. Uma prova de resistência com início ás 11:36hs da manhã do dia 15 de outubro e término ás 7:57hs da manhã do dia 16. Foram 20hs e 21 min de tensão e superação dos desafiantes.

As primeiras pessoas a saírem da gaiola foram as moças da equipe laranja, Rosana e Tati, quando o relógio marcava 22:25hs (11hs e 9min de prova) por estratégia da equipe – para ganhar espaço e as moças organizassem o almoço do dia seguinte.

Daí pra frente os candidatos começaram a deixar a gaiola até que chegassem no final: Luizão e kaique (Carlos Henrique) da equipe laranja e João Hebert da azul. Por precaução e preocupados com o estado de saúde dos últimos participantes, a produção parou a prova com o tempo de 20hs e 21min.

Foi dada a vitória para aquele que apresentasse o melhor estado no teste de glicemia. O índice de açúcar no sangue deu a vitória a Luizão (equipe laranja), pois estava em estado normal – enquanto Kaique (Laranja) e João Hebert (azul) com índices baixos.

Horário da saída de cada participante:
Início da prova: 11:36hs da manhã do dia 15/10/09

22:25hs: Rosana e Tati (Laranja)
23:10hs: Cláudia (azul)

Dia 16/10/09
00:20hs: Juninho (Azul)
00:25hs: Paulo césar Feijão (Azul) eliminado com 2 penalidades
01:10hs: Leandro Baby (Laranja)
01:36hs: Israel (Laranja)
02:01hs: Paola e Cléia (Azul)
04:03hs: Rodrigo (Laranja)
06:22hs: João Carlos (Azul) – saiu devido a baixo índice de sangue no teste de glicemia
07:57hs: João Hebert (azul), Kaique e Luizão (Laranja) – teste de glicemia

A vitória da equipe laranja a deixou isenta de eliminação e o direito de usar uma vaca para ordenha de leite. Como Luizão foi o vencedor, recebeu um vale compras no valor de R$ 100,00.

A equipe laranja encarou o temível encurralamento e elegeu Cléia (2 votos)e Paulo César (Feijão) (3 votos) para a votação pública. Os ouvinte ligam para o 3261 1344 ou acessar o site www.difusorasjn.com.br para votar em quem quer tirar da Colina.

O site www.sjonline.com.br faz a cobertura completa do evento com fotos e vídeos.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

"Prova da Gaiola"


A prova de hoje foi a gaiola - uma prova de resistência.


Duas áreas de 1,40m x 0,80m foram separadas para as equipes azul e laranja - é o espaço para os sete desafiantes de cada uma delas. Pouco espaço e desconforto é o limite a ser encarado por eles.

O regulamento diz que aquele que sentar, agachar, dormir, comer ou ir ao banheiro é eliminado da prova. Apenas água é servida aos participantes. A gaiola deu início às 11:36hs da manhã do dia 15, e até às 17hs ninguém havia desistido.A organização acredita que os desafiantes permaneçam no local até altas horas da madrugada.

A equipe vencedora fica imune de eliminação, ganha o uso de uma vaca (para ordenha de leite) e o último a sair um vale compras do valor de R$ 100,00 oferecido pelo Mercado 88.

A equipe derrotada encara o temível encurralamento e tem encurralar dois membros do time em votação na casinha da verdade. Lembrando que o último componente da equipe perdedora torna-se chefe e fica isento da eliminação.

SOLANGE é a segunda eliminada do "Desafio na Colina"


Por ter perdido a prova da comida nessa quarta-feira, a equipe laranja teve de escolher os encurralados do desafio. A sãojoanense Solange e a rochedense Rosanea foram para o encurralamento, e a Sol foi eliminada pela votação total.

Pelos internautas, quem sairia era Rosanea e pelo telefone Solange. O fato é que as ligações para a Difusora fizeram a diferença. Vamos aos números:

Pergunta: Quem você quer eliminar do Desafio na colina?

Votos pelo telefone (Rádio)
SOLANGE: 72,29%
ROSANEA: 27,71%

Votos dos internautas
SOLANGE: 47,79%
ROSANEA: 56,21%

Votação total:
SOLANGE: 57,91%
ROSANEA: 42,09%

DIFERENÇA: 15,82%


No momento as duas equipes estão com 7 participantes provando o equilíbrio da competição de R$ 2.500,00 em dinheiro, um Box blinex (banheiro) avaliado em quase R$ 500,00, uma jóia de ouro de quase R$ 400,00 e uma bolsa integral do curso de 1 ano no Cultura Já (+/- R$ 600,00).

Maiores informações nos sites: www.sjonline.com.br e www.difusora.com.br

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

PROVA DA COMIDA E ENCURRALAMENTO 2

Após a eliminação de Robertinho, foi dado início a mais uma prova de caráter eliminatório do desafio. Cláudia que foi salva da eliminação juntou-se a equipe azul.

As equipes formaram uma fila para a prova da comida que trazia um cardápio bem exótico como: Cebola crua, ovos crú, bife de fígado de boi crú, copo de comida batida (arroz, feijão, beterraba, cenoura, macarrão), testítulo de boi cozido em água e sal, bananas verdes, olho de boi cozido e cérebro de boi cozido com àgua e sal.

A cada rodada um representante de cada equipe disputava frente a frente a difícil tarefa. O regulamento definia 10 pontos - comer tudo / 5 pontos - comer parcialmente - 0 pts para quem não comesse. Em caso de empate, o tempo seria decisivo.

A prova foi definida na rodada do testítulo de boi cozido, quando Rosanea da equipe laranja comeu parcialmente e levou somente 5 pontos para sua equipe. Todos os demais desafiantes conseguiram comer e somaram 10 pontos.

No final, a equipe azul venceu a prova somando 80 pontos (em 4min) contra 75 do laranja (3:08. Muita vibração dos azuis que voltaram para a casa livres da eliminação e deixando a difícil missão para a equipe adversária.

Antes de ir para a casinha, foi escolhido um novo chefe dos laranjas pela sorte. Oito cartas de baralhos foram colocadas na mesa e cada participante tirou uma, e Tatiane tirou o Az, sendo chefe da equipe laranja e a isenção da eliminação.

Os laranjas foram a casinha e votaram em duas pessoas para o encurralamento. Solange foi escolhida com 3 votos e Rosanea e Kaique empataram com 2 votos. Missão difícil para a chefe que teve de desempatar. O encurralamento ficou formado por Solange e Rosanea.

Vocês podem votar pelo telefone da Rádio Difusora (32) 3261 1344 e no site www.difusorasjn.com.br.

Fotos e videos no site: www.sjonline.com.br

ROBERTINHO é o primeiro eliminado do "Desafio da Colina"



O desafiante Robertinho Domingues da equipe azul foi o primeiro eliminado da Colina. com uma votação muito apertada no telefone da rádio e na internet.

O público votou para que Robertinho saísse e Cláudia permanecesse.Vamos aos nümeros:

Votação pelo telefone Rádio:
(Quem vc deseja eliminar da colina?)

CLÁUDIA 41,75%
ROBERTINHO 58,25%

Votação pela internet:

CLÁUDIA 50,20%
ROBERTINHO 49,80%

TOTAL:

CLÁUDIA 48,87%
ROBERTINHO 51,13% diferença de 2,26%

Robertinho sai do jogo desfalcando sua equipe que agora fica com 7 componentes.

"O DESAFIO NA COLINA"- Notícias

Oi pessoal!

Hoje na Colina conheceremos o primeiro eliminado do jogo: CLÁUDIA X ROBERTINHO! As votações são feitas pelo tel (32) 3261 1344 ou no site da emissora: www.difusorasjn.com.br até ás 9hs da manhã.

Participe! Depois da eliminação mais uma prova no Desafio. A equipe que perder escolhe um novo chefe e dois desafiantes que serão encurralados.

Até daqui a pouco.

Mais informações no site www.sjonline.com.br

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Colina: Prova e Encurralamento 1

Uma prova a flor da pele foi a dos balões. As equipes azul e laranja entraram pela primeira vez numa disputa em caráter eliminatório na colina.

A prova onde os desafiantes tinham de pegar com as mãos balões (bexigas) cheios de água do chão e correr até outro lado numa distância de uns 8 metros para ir e o mesmo para voltar. Caso algum balão estourasse, a equipe seria penalizada em acréscimo de 5 segundos do tempo final.

Os desafiantes foram colocados em fila e partiram um a um. Quando o primeiro completava o percurso o segundo saia para fazer o mesmo e assim por diante. O laranja iniciou, onde foi marcado no cronômetro 9min e 40seg e nenhuma penalidade. O azul completou sua prova em 10min 36seg, mas sofreu 3 penalizações, aumentando o tempo para 10min 51seg.

A equipe laranja saiu vencedora e ficou isenta de eliminação - deixando o castigo para os azuis que tiveram de escolher dois participantes para o encurralamento. Um a um foram votando - Cláudia e Robertinho foram os primeiros encurralados do jogo.

Os ouvintes da Difusora pode participar pelo telefone 3261 1344 e votar em quem deseja que saia da Colina. As votações também acontecerão no site www.difusorasjn.com.br. O site www.sjonline.com.br fez a cobertura completa do evento com fotos e videos.

Notícias da Colina



O desafio da colina segue firme em suas provas de resistência e raciocínio. Até segunda-feira quatro provas aconteceram, em efeito de premiações. A competição segue empatada em 2x2.

A equipe azul venceu as provas da subida na colina (1) e de reciocínio (4). Os laranjas venceram a prova dos olhos vendados (2) e corrida do galo (3).

Nesta terça-feira, começam as provas para as eliminações dos desafiantes. Ontem a noite, as equipes escolheram os chefes: o laranja elegeu o Kaique e o azul foi João Hebert.

Você pode acompanhar o desafio ao vivo pela rádio Difusora de S J Nepomuceno (AM 1420 khz) ou pelo site www.difusorasjn.com.br. O site www.sjonline.com.br está fazendo a cobertura exclusiva do evento com textos, fotos e videos.

Daqui a pouco mais notícias...

domingo, 11 de outubro de 2009

"O DESAFIO DA COLUNA"



RESUMO DO PRIMEIRO DIA:

POR MÁRCIO SABONES (apresentador do evento)

Dia 09/10: INÍCIO

Ás 9 horas da manhã os participantes do reallity show apresentaram na sede da Rádio Difusora de São João Nepomuceno para revista de bagagens e embarque para o Sítio Colina da Esperança"(local do confinamento).

As equipes foram divididas em dois grupos: Azul e Laranja.

AZUL: Cláudia (Descoberto), Cléia, Paola (Rochedo de Minas), Robertinho, Paulo César (Feijão), João Carlos, Jucemar (Juninho), João Hebert.
LARANJA: Tatiana (Tati girl), Solange, Rosanea (Rochedo de Minas), Luizão, Israel, Leandro (Baby), Caique e Rodrigo.

Ás 11:30hs da manhã aconteceu a primeira prova do "Desafio da Colina". A prova do alto do pasto. As duas equipes subiram até o topo onde estavam afixadas as bandeiras com as cores azul e laranja. Vence aquela que chegar por completa no objetivo em menos tempo.

A equipe azul foi a grande vencedora com o tempo de 12min e 17seg. Pela vitória o turma de azul escolheu a casa do caseiro para estadia deles durante a competição, ficando o bezerreiro para os laranjas.

O mais rápido da prova foi Israel (Laranja) com tempo de 5min e 35seg.

As duas equipes ficaram confinadas por toda a tarde e reencontraram ás 20hs para um jantar e depois música. Os participantes Rodrigo e Tatiana já são músicos e deram aquela palinha para todos. Depois foi a vez do Florestal. Isaías e GabrielleFreitas tentaram cantar, mas não deu...rsrsrsrsrs...

Luis Carlos Dutra assumiu a mesa como DJ e agitou a galera com disco e samba, regado com aquela cervejinha geladinha. Tudo isso parou por volta das 2hs da madrugada.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

"Sou mineiro,uai"



Com todo o respeito aos demais estados brasileiros, gostaria de relatar o meu amor e orgulho de ser mineiro. Terra de um povo receptivo e simples - que adora prosear tomando aquele café com broa de fubá numa roça, beira do rio e ouvindo o galo cantar.

E os queijos? Não poderia deixar de citar esse delicioso e amado alimento dos “faladores do uai”!“Dizem que se alguém rolar um queijo morro abaixo, os mineiros descem correndo atrás”(risos). Confesso que um desses certamente seria eu. Adoro queijo sô! Principalmente queijo minas com o pão de sal.

Comida é assunto sério por aqui. Com herança cultural deixada pelos indígenas, portugueses, africanos e demais imigrantes, o nosso cardápio ficou uma “coisa de doido”. Delícias como frango com quiabo, feijão tropeiro, tutú, doce de leite e quitandas são umas das tentações que com certeza amamos.

Falar de Minas Gerais é lembrar das brincadeiras de empinar pipas, brincar de roda, cinco-marias e jogar bola de gude e futebol nas ruas. O Trem bão sô! Aquela mulecada toda correndo de um lado para o outro.

Na dança - a quadrilha, catira, contradança, dança do pau de fitas e roda de São Gonçalo fazem parte das principais festas típicas de nosso Estado, onde citamos: Nhá Chica, Folia de Reis, Pastorinhas, Guardas de Congado, pagamento de promessas, festa junina, trazendo coloridos em suas roupas e ritmos. “É festa pra mais de metro”!

Já as personalidades: Dona Beja, Chica da Silva, Maria Tangará, já se tornaram temas de romances, filmes e novelas. Não se esquecendo dos mitos contados de pai pra filho durante anos, bem como “Mula sem cabeça”, assombração e etc. “Cruiz credo!”

Na música atual temos cantores e Banda como: Jota Quest, Skank, Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Ana Carolina, Pato Fú, Emmerson Nogueira, Vitor e Léo entre outros. “Eita músiquinhas boas né!”

Terra de Santos Dumont (ciência), Aleijadinho (artes), Carlos Drumond de Andrade (literatura), Guimarães Rosa (literatura), JK (política), Tiradentes (política), Ari Barroso (música e comunicação), Pelé (esporte) e Lima Duarte (TV) são alguns exemplos de mineiros a serem seguidos. “Verdade verdadeira”

Ser mineiro é ter a responsabilidade e compromisso de manter as tradições que esse povo aprendeu por anos. A respeitar a tradição e viver de uma maneira simples e transparente. “É só isso mesmo uai!”

“Libertas quae sera tamem” (Liberdade ainda que tardia)

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Fim de semana

Num bate papo com os amigos João Carlos Santana e Jorge da Silva (PROCOM), percebi a falta de opções nas noites do fim de semana em nossa cidade.

Antes farei um flashback, para refletir. Quando tinha meus 14 anos de idade e dado início às minhas experiências como “baladeiro”, as opções do fim de semana dividiam-se em barzinhos, músicas ao vivo e discotecas. Recordo como se fosse hoje: Saia de casa em direção à Praça do Coronel, encontrava com a turma do colégio e do basquete e depois sentava no rodapé do clube Democráticos para apreciar o movimento que acontecia no Bar do Cebolinha.

Tempos depois, tive o prazer de curtir o Bar do Sr Maurílio e sua potente “Junk Box”. Lembro que colocávamos as fichas para ouvir as canções de nossas preferências. Como era bom curtir uma música ao vivo no Bar e Restaurante “Lua Nua”. Acreditem se quizer, até Ana Carolina cantou por lá, mas na época não era famosa e apenas algumas pessoas teve o privilégio de curtir. Inclusive nossos músicos: Emmerson Nogueira, Roger Resende, Kiko Furtado, Ricardo Itaborahy entre outros. Até mesmo minha ida para São Paulo nesta época não atrapalhou as curtições na garbosa. Recordo que a noite ainda reservava o melhor: a discoteca.

Interprice no bairro Santa Rita, que embalou nossas noites por anos ao som de Information Society. Como eu subi a Rua do Carmo!; e que morro heim! (risos) Mas nada atrapalhava nossa diversão. Muitas paqueras e danças. Depois, veio a Boite Hibisco do nosso querido amigo Keco Pinto. Com dois ambientes e muita música boa, o reinado desta perdurou por uns 5 anos em Nepopó City. O bicho pegava lá! (risos) Pra ter uma idéia, as noites de sexta-feira eram melhores, pois, nos sábados a casa ficava tão cheia que era ruim.

A verdade é que sempre tinha uma discoteca em atividade em São João, assim como foi a era Fábrica Dance Bar, que entrou em cena apresentando uma excelente estrutura. Era futebol no telão 4x3m, festa do blackout, desfiles de moda, bandas, festa dos R$ 0,50 e etc. Meu Deus! Como era bom aquilo! Mas passou... e até hoje nenhuma conseguiu “ficar de pé”.

As últimas que tentaram a façanha foram Infector e Oppera Club – mas não conseguiram segurar os eventos com casa cheia por todos os fins de semana e fecharam suas portas. E confesso que as duas com excelente estrutura. A pergunta é: - Por que não dá? Porque ambas estariam em bairros mais isolados do centro, talvez seja isso, mas também pode ser por causa da nova geração que prefere ficar em casa na internet, ou até mesmo por falta de grana – a entrada tinha um preço salgado.

Voltando ao assunto inicial do texto, o fim de semana passado foi a gota d’agua para aquele que gosta de diversão. Imaginem ter de ir embora pra casa dormir na sexta-feira às 00:15hs, por falta de eventos na cidade. E no sábado também.

O que está acontecendo com a noite de Nepopó city? Gostaria de saber. Os barzinhos fecham cedo e quase somos expulsos (risos). É preciso rever esses conceitos, a juventude está sem opções. Eu tenho a sorte de ter vivido o que escrevi anteriormente, mas e os novatos? Como eles ficam?

Comente em nosso espaço, vamos tentar promover ações para modificar esse cenário sãojoanense. Moramos em São João Nepomuceno, conhecido como a cidade das boas festas.

Abraço.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

"Pedro Bismarck em São João nepomuceno"

No domingo, dia 20, o comediante global Pedro Bismarck apresentou o show “Bobeira Pega” na sede do Clube Trombeteiros em nossa cidade.

Fui o mestre de cerimônias e abri anunciando os patrocinadores e apoiadores do evento. Mas muita gente achou que o artista local fizesse uma participação no show – bem que seria inreressante! (risos)

Talento que dispensa comentários e de um tempo humorístico incrível, Pedro encheu a casa que acompanhou o show por mais de uma hora e meia. Entre trocas de personagens e vídeos, até chegar o momento mais esperado – quando o artista interpretou seu personagem que o lançou para o cenário nacional - Nerso da Capitinga.

Entre risos e fortes gargalhadas a platéia saboreava um humor simples e de fácil identificação. De teorias sobre exames de próstata a viagens para compra de “mutambas” no Paraguai.

A realização foi de Ecletic Produções que doou os alimentos recolhidos para a compra dos ingressos à Sociedade Pestalozzi de São João Nepomuceno.


Nota 10!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

“Eu tenho que aceitar isso?”


Engraçado como pensamos em diversos assuntos em um dia. Hoje, por exemplo, peguei-me pensando num desses que colocam a cuca para “matutar”. Como a sociedade cria logotipos perfeitos, tais como, de que morar na Zona Sul do Rio de Janeiro é artigo de luxo. Devo concordar que viver nessa região é digno de sonho pelas belezas naturais encontradas, mas o que pesa é que morando lá é sinônimo de riqueza, glamour e superioridade. Acreditem se quizer, tem gente que passa fome mas não abre mão de viver em Copacabana, pagando um altíssimo aluguel.

Inserido na hi-society (alta sociedade) e sair nas principais colunas sociais de revistas e jornais é a cobiça dos que eu chamo de papa-flash’s. São aquelas pessoas que dão a vida para frequentar festas grandiosas, rodadas de negócios, eventos culturais, exposições, inaugurações, tapinhas nas costas e ser amigo de pessoas famosas. Tudo bem, tendo grana pra manter, não tem problema. Mas várias pessoas não tem e daí amigo leitor, “o bicho pega”.

- Ser rico é a meta. Regalias, conforto e fazer o que quer. Bom né?

- Sabe por que isso acontece? – Porque quem tá em baixo quer subir companheiro, chega de sofrer. Já faz tempo que alguém se”ferra” para os outros levarem vida boa. Dúvida? Leia:

- Europa na Idade Média: Meia dúzia de “carinhas metidos a besta” chamados de senhores feudais tinham junto a Igreja Católica o domínio de todas as terras daquele continente. Então elaborei uma fantástica pergunta: - Por que? Ahn! Sabe não.

- Gente! Quem escreveu que aquilo eram deles? E onde isso está escrito? Pelo amor de Deus! A maioria da população eram os servos, trabalhadores semi-escravos que trocavam sua mão de obra para sobreviver (Jesusss!). Isso porque não contei da tal noite das pernadinhas (risos).

- O que era a noite das pernadinhas?

- O pobre servo, trabalhador e obediente às ordens de seu Senhor Feudal (pqp = desculpa gente) apaixonou-se por uma bela moça também serva. Um namoro certinho, com muito respeito e o pedido do casamento, até aqui tudo muito bonito. Mas.... ai, ai, ai... ser pobre é fod... (desculpa de novo). Segundo uma maldita tradição, a primeira noite da noiva tinha de ser com o Senhor Feudal (pqp....não vou pedir desculpas...). Cara! Onde estava escrito esse treco? Isso é uma p... sacanagem com o servo. Por que ele tinha que aceitar isso?

- Século XVI: Continente americano. O amigo leitor já ouviu falar dos povos pré-colombianos (Incas, Maias e Astecas). São aqueles caras que estudamos no ginásio, uns índios que viveram no Peru, outros no México e coisa e tal. Ei! (risos) Você já sabe o que vou perguntar né? Cadê esses caras? Tomou doril, sumiu! Amigo...não é pra rir. Fizeram uma potente sacanagem com eles. Os espanhóis fizeram uma limpeza no continente, deu porrada em todo mundo, extermínio total (o BOPE é pinto perto deles). Não ficou “pedra sobre pedra”, aliás, só ficaram as pedras. Só faltou o Montezuma fazer um inventário no cartório passando o nome das terras de seu povo aos europeus. Por que eles tinham de aceitar isso?

- Brasil: Cara! Dá uma pausa na leitura, por favor! Toma um café antes. A desgraça começou em 1500. Uma cambada de português liderada por um tal Cabral embarcaram em Lisboa e chegaram aqui. Pense numa urucubaca bem brava! Foi o dobro do que você conseguiu pensar. Os caras me chegam, desembarcam, cheios de roupas e dão de frente com os índios peladões. Os portugas fizeram a festas com as indiazinhas. Pegação total (maior baile funk). Mudaram a religião de todo mundo, não tinha mais Deus Sol ou Lua, agora tinha que falar e escrever português – difícil pra caramba! Não aprendemos até hoje.

- Depois, trouxeram os escravos. Gente acorrentada, surrada e suja. Os caras eram arrancados de suas tribos e famílias lá da África (muito longe daqui!) e vinham pra cá sem nenhuma chance de voltar para o lar. Imaginem a alegria deles! Agora eram três raças: brancos, índios e negros. O maior projeto de missigenação da história. Ficou cafuso Mulato? É pra ficar mameluco! Pois é, misturou tudo! Complicado amigo leitor. Quer tomar outro café? Vai fundo. E por que eles tinham que aceitar isso? O país colonizado pelos brancos europeus, ouviu o grito de independência de um português (branco), para tornar num império com um imperador português (branco) se sentia liberto. Comemora a data com feriado nacional e parada cívica até hoje. Escolha a opção: rir ou chorar?

- Acabou “a escravidão” e a república começou. Mudou um pouco sim, confesso, mas ainda tem muita coisa parecida como antes. Vem comigo! Quem manda no Brasil hoje? A elite. Como é o trabalho? Assalariado e subsistência, se não trabalhar... já era! E por que aceitamos isso? Por que continuamos a votar nesses políticos corruptos e irresponsáveis? Por que somos omissos? Por que temos medo? Por que não prestamos atenção? Por que não perguntamos? Não trata de um ou dois nomes e sim uma escória agarrada nas paredes públicas de Brasília. Parlamentares que estupram nossos sentimentos, acorrentam nossas esperanças, enganam nossos sonhos e cospem desrespeitos e deboches em nossas caras. Sou uma pobre alma entre quase 200 milhões de brasileiros e espero passar este texto pra mais da metade deles e nas eleições de 2010 entrar para a história – como o primeiro povo a não aceitar mais isso.

-E agora pergunto a você? – Temos mesmo que aceitar isso?

domingo, 13 de setembro de 2009

"Final: Show de Talentos da Rádio Difusora"



No domingo, dia 13, conhecemos o grande vencedor do 1º Show de Talentos promovido pela Rádio Difusora AM – 1420 Khz. A sede dos Democráticos ficou lotada para a exibição dos doze finalistas do festival que consagrou a dupla Rodrigo e Wander vencedores da primeira edição do evento.

Foram 36 participantes de vários estilos musicais (samba, rock, sertanejo, caipira, gospel, hip hop, forró, romântico, mpb, serestas, valsas e internacionais) em três eliminatórias (dias 23/08, 30/08, 06/09), com canções de autoria própria ou já conhecidas do grande público.

O corpo de jurados desta vez não contou com Bernadete (viajando) e Anysio’s Hair (em trabalho no RJ); sendo substituídos por Álvaro do Carmo (empresário e amante da cultura) e Adiel Xavier (Professor de canto e maestro). Completando o júri os já conhecidos Luis Quirino de Freitas (cantor), Wendell Barroso (cantor) e Márcio Sabones (cantor, ator e jornalista). Anisinho compareceu no evento assim que chegou na cidade (+/-11hs da manhã) e não julgou - mas pôde curtir de perto o que de melhor rolou na grande final.

Luiz Carlos Dutra e Írio Henriques fizeram a dupla dinâmica na apresentação com o apoio de Fernando de Lélis e Ciscoto dos estúdios. Funcionários da emissora e patrocinadores que estavam presentes diziam estar emcionados pelo sucesso do programa e disponíveis para a realização da segunda edição. Confesso que estou “maravilhado” com o que presenciei nos últimos domingos.

Um evento muito bem organizado, transparente e que apoia a cultura em nosso município. “Tive medo de ser um fracasso, que ninguém pudesse entender a idéia do nosso projeto e poucas inscrições acontecessem. Arrisquei e graças a Deus o show de Talentos foi um mega sucesso e fez que a Difusora crescesse ainda mais na cidade e região. Estou muito feliz pela minha equipe ,a minha família, os jurados e os artistas que fizeram essa grande festa ser maravilhosa, disse Isaías Sporch de Freitas – diretor-presidente da Rádio Difusora”.

Várias participações aconteceram durante aquela manhã de domingo, tais como: a melodia de Paulo Gouvea, as danças do Ratinho, Tim Ranuffa (Norminha), a pequena Raquel (Caminhos da Índia) e o jovem Victor José – cover do Michael Jackson. Florestal soltou a voz num repertório sertanejo, Wendell Barroso e João Carioca formaram dupla para cantar Renato Teixeira e Sabones caprichou nas canções: “Como é grande meu amor por você / Como é grande o tesourão do Anisinho e Primavera / Primaxica”. Mas o grande ídolo da platéia do 1º Show de Talentos é o Sr Zé Heleno que protagonizou a canção: - “Matei um porco” – sucesso de críticas.

Sem dúvida, uma grande festa para um grandioso evento. Após as doze apresentações, o resultado tão esperado anunciava os seis prêmios participação especial para: Everaldo (Vê), Joni e Isac, Silvana Ribeiro, José Juliano, Edy Nascimento e José Maria Ramiro e mais tarde os outros três: Bruno Lemos e Ricardo, Grupo Nosso Jeito e Grupo Salto Alto.

A terceira colocação ficou com Jermani Welber Souza – faturando R$ 150,00 em dinheiro, a segunda para o rionovense Ronaldo de Souza (R$ 250,00 em dinheiro) e a primeira posição para a dupla sertaneja Rodrigo e Wander – recebendo R$ 500,00 em dinheiro, um violão do Emmerson Nogueira e um kit do versão acústica (camisa, CD e DVD) e um ano grátis de tratamento de beleza no salão Anysio’s Hair.

Resumo da grande final:

1 – Everaldo (Vê) - Gostava tanto de você / Tim Maia
- trocou o estilo musical (Samba para a MPB) e não foi muito feliz.
- esqueceu trechos da músicas (insegurança)

2 – Bruno Lemos e Ricardo – Amigo Apaixonado / Victor e Léo
- trouxe banda (valorizou a apresentação)
- Ricardo soltou-se mais no palco (atendeu aos jurados)
- excelente música (alegre) e a dupla evoluiu.

3 – Joni e Isac – Hip Hop / autoria própria
- excelente comunicação com o público e postura Hip Hop
- um pouco tenso no início
- voz clara e sincronizadas e excelente letra musical.

4 – Silvana Ribeiro – Confiarei em ti / Iriel – versão Com te partiró (Andrea Bocceli)
- Elegância e personalidade no palco.
- Excelente cantora.
- Escolheu uma canção difícil (tom) - desafinou em alguns períodos

5 – Grupo Nosso Jeito – A amizade (Fundo de Quintal)
- Samba redondinho
- Atenderam ao pedido dos jurados (visual)
- Excelente ritmo e vocal.

6 – José Juliano Francisco – Forró / autoria própria
- Mudou o estilo (MPB para o Forró)
- A ausência dos seus músicos prejudicou sua apresentação, teve de improvisar.

7 – Rodrigo e Wander – Zezé di Camargo e Luciano
- O tom de voz do Rodrigo é muito bom.
- Wander cuidou da 2º voz (pedidos dos jurados)
- A dupla evoluiu.
- Cuidou do visual (bem vestidos e um bunner)

8 – Jermani Welber Souza – Vem cá (autoria própria) rock
- Excelente instrumental da banda
- Boa voz (clara) e ritmo envolvente.
- Ótima postura de palco e comunicação com o público.
- Visual jovem e atendeu ao pedido dos jurados (não olhar para o chão)

9 – José Maria Ramiro (seresta)
- Excelente voz – coral da platéia
- Comunicativo e boa postura (ousou algumas dancinhas no palco)

10 – Grupo Salto Alto – O que é, o que é / Gonzaguinha (Samba)
- Visual bacana (uniformizadas)
- Excelente música (alegre) – um final muito legal (com batuques)
- A vocalista e o cavaquinho (não encontraram o mesmo tom) e pulou uma parte da música.

11 – Ronaldo de Souza – Sinônimos / Zé Ramalho e Chitãozinho e Xororó
- Excelente instrumentista
- Imitou a voz do Xororó e Zé Ramalho
- Perdeu o tom no retorno para o Xororó
- Ótima postura de palco e comunicativo

12 – Edy Nascimento – Só hoje / Jota quest
- Excelente voz
- Segurança e tranquilidade


“O Show de talentos foi a oportunidade que tivemos para mostrar nosso trabalho ao público sãojoanense e região. Tivemos de renunciar várias coisas, até mesmo aquele tempinho para namorar e tocar nos palcos dessa vida. Nossas namoradas e familiares são os que mais nos apoiam e entendem o que fazemos. Agradecemos aos jurados pelos conselhos da fase eliminatória, tentamos atender e ensaiamos muito na semana” – palvavras de Rodrigo e Wander – vencedores do 1º Show de talentos da Rádio Difusora (Set/2009).

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

"Os finalistas do Show de Talentos da Rádio Difusora"

Os 12 classificados para a grande final no dia 13/09/09.

1 – Silvana Ribeiro
2 – Bruno Lemos e Ricardo
3 – Everaldo (Vê)
4 – Joni e Isac
5 – Grupo Nosso Jeito
6 – Grupo Salto Alto
7 – Jermani Welber de Souza
8 – José Juliano Francisco
9 – José Maria Ramiro
10 – Ricardo e Wander
11 – Ronaldo de Souza Neves
12– Edy Nascimento

"Festival de Talentos - Rádio Difusora - Parte 3"

Na manhã do domingo (dia 6), aconteceu a terceira e última eliminatória do Show de Talentos da Rádio Difusora, na sede dos Democráticos, centro de São João Nepomuceno. As treze últimas apresentações fizeram com que os jurados “quebrassem a cuca” e escolhessem os quatro melhores daquela etapa.

O sertanejo reinou, presente em sete performances. Desta vez, o apresentador foi Luiz Carlos Dutra (ìrio Henriques estava com compromisso agendado) e nos estúdios, o comando foi de Amado Roberto. O diretor-presidente da emissora, Isaías Sporch de Freitas fez a abertura e anunciou a nova atração que em breve navegará nas ondas da Difusora – o reallity show - “Desafio na Colina”. Trata de um programa que mescla “No Limite” (Rede Globo) e “A Fazenda (Rede Record) devendo ir ao ar mês que vem. (Em breve prometo uma matéria sobre este assunto).

O competente corpo de jurados formador por: Luis Quirino de Freitas (cantor), Bernadete – Papagaio (empresária e amante da cultura), Anysios Estevão (cabeleireiro, coreógrafo), Wendell Barroso (cantor) e Márcio Sabones (ator, cantor e jornalista) tiveram a missão de julgar comunicação com o público, postura de palco e voz dos candidatos. Eles alfinetavam no figurino (visual) e escolhas musicais. Acompanhando os candidatos, os músicos Ricardo (violão e guitarra) e Jonas (teclado).

Bernadete entrou em cena com um traje um tanto quanto diferente (risos). Tratava-se de uma saia preta, meia calça branca e blusinha branca. Detalhe: flores costuradas por todo o figurino, segundo ela, em homenagem a primavera, estação que está por chegar. O fato é que ela ganhou o apelido de mulher samambaia da Difusora (risos2).

Das participações especiais e a farra do intervalo destacamos: Luiz Carlos promoveu um mini concurso Michael Jackson (Sabones, Wbyster e cia ltda deram uma palhinha do requebra). O locutor da casa e cantor Florestal arrasou na canja musical, usando um pout-porri sertanejo com os sucessos “Saudades da minha terra”, “Chalana”, e “Galopeira”. Sabones fez imitações de Quirino e homenageou Anysio’s Hair com a música do Tesourão do Anysinho e logo depois protagonizou um desfile com Bernadete, a platéia foi a loucura! (Risossss).

Resumo do dia 06/09:

1 – Natanael e Ítalo (Sertanejo)
A dupla perdeu o tom e ficou difícil recuperar. Estavam tensos e perderam a classificação. Mas valeu a tentativa, parabéns!

2 – Gelson José Rodrigues (Fizuca) (Gospel)
A figura que já faz participações especiais no programa do Írio Henriques cantou uma bela canção. Faltou fôlego e as vezes apelava para alguns gritos. Na postura, evitar de olhar o tempo todo para os lados. E no figurino, estava muito bem, mas pecou no uso do boné. Valeu Fizuca! Parabéns!

3 - João Pires e Bidoco (Sertanejo – Caipira)
Com uma boa comunicação com o público a dupla mostrou um belo trabalho. Bem vestidos e organizados, pois entregaram aos jurados a letra de sua canção numa folha. Foram muito bem em todos os pré-requisitos, na soma geral dos pontos não atingiram a classificação. Foi muito bom, pena que não deu. Parabéns!

4 – José Luzia e Valdivino (Parceiro e Parceirinho) (Sertanejo – caipira)
Os músicos da cidade de Argirita fizeram uma belíssima apresentação, comunicativos, bons instrumentistas e com aquela voz certinha para o tradicional caipira. Na soma dos pontos não atingiram a classificação. Sertanejo raíz, muito bonito, infelizmente não deu. Parabéns!

5 – Milena Moreira Alves (Sertanejo)
A linda garota de 11 anos, encantou a todos com sua voz doce e beleza natural. Tem um ótimo ritmo e um visual bem bacana. Mas precisa cuidar um pouco de sua entonação de voz (gritos), para não prejudicar sua futura carreira. Não deu dessa vez Milena, mas parabéns pela apresentação, linda!!!

6 – Joaquim José Dias (Farinheiro) Ritmo: ?
Uma tremenda figura no palco. Simplicidade e simpatia. Infelizmente não compreendemos o que queria cantar, a voz não era nítida. Mas sua comunicação com o público é nota 10. Parabéns pela ousadia Sr Joaquim e até a próxima. (risos)

7 – Rodrigo e Wander (Sertanejo)
Rodrigo possuí uma belíssima voz e a dupla mostrou-se bem a vontade no palco. Numa apresentação envolvente, classificaram em segundo lugar. Dicas: Rodrigo – usar mais o jogo de pernas. Wander – caprichar na segunda voz. Nos vemos na grande final domingo que vem. Parabéns e Boa Sorte!

8 – Wbyster Junior Paiva Lopes (Chimarruts – POP)
O simpático Wbyster fez ótima apresentação usando uma linda canção do Chimarrut’s. O menino de voz afinada e de boa expressão corporal foi acompanhado por centenas de pessoas no Democráticos com encantamento, mas na soma dos pontos, não atingiu a classificação. Mocinho, use mais o palco (espaço). Parabéns e até uma próxima.

9 – Márcio Ribeiro de Mendonça (Marreco) (romântico)
Com muita tranquilidade, o artista mostrou sua voz melodiosa e grave. Segundo os jurados, precisou mostrar o potencial de sua voz, coisa que não aconteceu. Entende-se da dificuldade, pois, estava sem retorno no palco e isso sem dúvida prejudicou. Fica para a próxima amigão. Parabéns!

10 – José Maria Ramiro (Seresta)
Foi o primeiro colocado no dia. Excelente voz, comunicação, postura e instrumentistas. Passou muita emoção e relembrou os aúreos tempos do “Trio Ramiro”, colocando a turma pra dançar na platéia. Nos vemos na final. Parabéns e Boa Sorte!

11 – Renato Antunes Lima (Sertanejo)
O jovem de apenas 16 anos da cidade de Descoberto mostrou muita personalidade no palco, com olhar firme e confiante. Excelente instrumentista e de voz melodiosa encantou a todos, mas na soma dos pontos ficou no quase. Valeu garoto! Parabéns!

12 – Edy Nascimento (MPB)
O simpático Edy conquistou a quarta vaga para as finais. Apresentou-se muito bem, comunicativo e dono de uma voz suave e afinada. Arriscou uma proesa com a melodia (aumentar algumas escalas em certos trechos da música) e se deu bem. Foi indicado em usar uma percussão para acompanhá-lo, valorizando ainda mais sua apresentação. Parabéns e Boa Sorte na final!

13 – Ronaldo de Souza Neves (Sertanejo)
A terceira vaga ficou com esse jovem talento da cidade de Rio Novo. Com uma presença de palco incrível e um belo sorriso estampado no rosto, chamou a atenção pra valer. Uma ótima voz e de uma postura positiva (apesar de estar sentado), movimentava-se muito com o violão passando muita alegria e prazer de cantar. Forte candidato para as finais. Parabéns e Boa Sorte!

domingo, 30 de agosto de 2009

"Festival de Talentos - Rádio Difusora - Parte 2"

“Show de Talentos – Rádio Difusora – Parte 2”

No último domingo (dia 30), aconteceu a 2º eliminatória do Festival de Talentos da Rádio Difusora, na sede do Clube Democráticos, centro de São João Nepomuceno - MG. Desta vez, 13 apresentações disputaram mais quatro vagas para as finais, que acontecerá no dia 13/09.

Com um público superior ao do dia 23, observou-se o sucesso do evento que está apenas começando nas manhãs de domingo da cidade. Írio Henriques foi o mestre de cerimônias e o diretor- presidente da emissora, Isaías Sporch de freitas, fez mais uma vez a abertura do evento. Em suas palavras, diz estar muito satisfeito com o festival, resgatando historicamente sua tradição, pois, décadas atrás, o mesmo acontecia nos auditórios da já antiga rádio sãojoanense, que neste ano completou 56 anos de funcionamento no município.

Resumo do dia 30/08/09:

Jurados:

- Luis Quirino de Freitas (cantor) – Deu uma canja no intervalo com seu “vozeirão”.
- Bernadete (Empresária e amante da cultura) – Trajou Barbie e até desfilou para o público presente. (risos)
- Anysio’s Hair (Cabeleireiro e coreógrafo) – Narrou o desfile de Bernadete.
- Wendell Barroso (Músico, cantor).
- Márcio Sabones (Cantor, ator e jornalista) – Deu uma canja no intervalo.

Músicos convidados (suporte):

- Guilherme Teixeira (violão/guitarra) e Marcelo (teclado).

1 – Elias Nivaldo da Silva (Sertanejo)
Muito bem vestido, ótima postura no palco e boa comunicação com o público, escolheu uma canção da dupla Zezé de Camargo e Luciano. Isso troxe benefícios e prejuízos ao candidato, pois, teve o coral da platéia (música conhecida), mas o tom desses músicos é bem alto e Elias deixou a desejar em certos momentos de sua apresentação, fazendo com que não conseguisse sua classificação. Foi muito bem, não deu dessa vez. Parabéns.

2 – José Antônio da Costa (Negão da Roça Grande) (Sertanejo)
Com voz grave e rouca (lembrava MC Catra – funk), cantou o clássico - Beber, cair e levantar. Comunicou bem com o público (até com declarações de amor ao final da apresentação, rsrsrs...). Perdeu o fôlego em certos momentos, prejudicando o ítem voz. Sua postura também ficou comprometida, usou pouco o centro do palco e de vez em quando estava de costas. “O Negão”, não conseguiu classificação, porém, conquistou a todos com sua simpatia e danças no momento do resultado final. Parabéns viu!

3 – Pâmela e Amanda (Fresno)
As duas belas garotas mostraram que além da beleza, também possuem talentos para a música. A escolha foi muito legal, bem jovem, mas num momento Pâmela perdeu o tom – isso comprometeu a dupla. Apresentaram um pouco tímidas e não conseguiram classificação. Valeu garotas, vocês tem futuro! Parabéns.

4 – Banda “The Puzzle” (Caio, Gustavo e Brener) Rock Internacional
O vocalista bem típico do rock, aparência com Jagger (Rolling Stones), mas estavam bem acanhados no palco. Os jurados sentiram que faltou um pouco mais de sincronia no grupo e a postura de Brener foi penalizada por ficar com uma das mãos na cintura. Os meninos não conseguiram classificação, entretanto são donos de um talento enorme e o inglês estava certinho! Parabéns.

5 – Jermani Welber de Souza e banda (Rock)
Com um visual bem legal, apresentou uma canção própria. A voz e a comunicação com o público estavam ótimas, somente atentar para a postura em palco (olhar mais para a platéia). Foi o terceiro melhor classificado e no dia 13/09 enfrentará os outros onze candidatos ao título. Parabéns e boa sorte!

6 – Grupo Salto Alto (Samba)
Sete belas meninas formam o grupo de samba. Elas capricharam no visual, confeccionando camisas com o nome do grupo e alguns adereços como chapéu, lencinho, suspensórios e etc. A vocalista Fabiana, dona de uma bela voz e a evolução dos instrumentos foram peças chaves para que as moças conseguissem a classificação em segundo lugar. Atentem para o coral – em certos momentos ele entra fora do tom. Parabéns e Boa Sorte!

7 – Paulo Barbosa (Seresta)
Todo de branco! Foi assim que Paulo apresentou no palco dos Democráticos. Atrapalhou-se com o ritmo em alguns momentos e faltou fôlego para concluir a canção. Isso foi fatal para sua desclassificação. Grande figura! Parabéns.

8 – José Juliano Francisco (MPB)
Com a participação de Márcio Marreco (violão) e Peteca (percussão), levou um excelente som. Bem vestido, dono de uma ótima voz (lembra Raul Seixas) e bem tranquilo no palco. Conseguiu a classificação no quarto lugar. Muito bom! Parabéns e Boa Sorte!

9 – João Batista Souza (João Chica) (ritmo não identificado – rsrsrs)
A apresentação mais rápida no Festival até o momento (cerca de 1 minuto). Postura: intacto no palco. Comunicação com o público: não dava para entendê-lo. Voz: estava fraca. Ritmo: qual? Rsrsrsrs.

10 – Grupo Nosso Jeito (Samba)
Os rapazes “botaram pra quebrar” no palco. Excelente vozes e instrumentistas. Sincronizadíssimossss. Foram alertados para o figurino (evitar bonés e bermudas). Classificaram em primeiro lugar e vem com tudo para a final. Parabéns e Boa Sorte!

11 – Eudes Mendonça (Música Caipira – Raíz)
O senhor Eudes usou com maestria sua viola, mas parecia um pouco tenso no início. Sua voz oscilou em certos momentos, segundo ele, devido a uma gripe. Foi uma pena, mas não conseguiu a classificação. Parabéns Sr Eudes, uma preciosidade.




12 – João Dessupoio (João Boi) (Sertanejo – Romântico)
Excelente instrumentista e de ótima comunicação com o público. Dono de uma voz forte. Foi alertado para não engolir os “s” das palavras no plural. Teve uma boa apresentação mas não se classificou. Parabéns.

13 – Eriton e Emerson (Sertanejo)
Com 14 e 11 anos de idade respectivamente, os meninos da cidade de Descoberto mostraram personalidade no palco e bom ritmo musical. Foram alertados para prováveis gritos no meio da canção. Os garotos não conseguiram classificação, mas certamente brilharam na apresentação. Parabéns.

Os classificados na 2º eliminatória:

1 – Grupo Nosso Jeito
2 – Grupo Salto Alto
3 – Jermani Welber de Souza
4 – José Juliano Francisco


Os classificados nas duas eliminatórias:

Silvana Ribeiro
Bruno Lemos e Ricardo
Everaldo (Vê)
Joni e Isac
Grupo Nosso Jeito
Grupo Salto Alto
Jermani Welber de Souza
José Juliano Francisco